20 mil filipinos acolhem o cardeal Tagle em Milão

Neste domingo, o arcebispo de Manila celebrará a santa missa na catedral da metrópole italiana a convite do cardeal Scola

Roma, (Zenit.org) Redacao | 414 visitas

Cerca de 20 mil filipinos são esperados neste domingo, 23 de fevereiro, no célebre Duomo de Milão, a catedral da metrópole italiana, onde o arcebispo de Manila, o cardeal Luis Tagle, presidirá a santa missa a convite do arcebispo de Milão, o cardeal Angelo Scola.

O evento gerou grande interesse na numerosa comunidade filipina que vive na Itália. São esperadas para a celebração litúrgica cerca de 20 mil pessoas, que virão não apenas da diocese ambrosiana e da região da Lombardia, mas de todo o país. A multidão deverá encher a catedral e a Piazza Duomo, onde será instalado um telão para que todos acompanhem a cerimônia.

O arcebispo Tagle celebrará em italiano, mas falará aos fiéis também na língua mais difundida nas Filipinas, o tagalog. Os fiéis oriundos do país asiático e que hoje vivem em Milão ajudarão na liturgia, com um coral formado por 130 membros da comunidade filipina da cidade.

"Tanto entusiasmo demonstra o grande apego à fé e o carinho da comunidade filipina pelos seus pais espirituais", disse mons. Giancarlo Quadri, responsável pela Pastoral dos Migrantes na diocese de Milão.

Cerca de 40 mil filipinos estão registrados no município de Milão. Eles formam onze comunidades na diocese, acompanhadas por um capelão italiano e quatro capelães filipinos. A visita do cardeal Tagle a Milão continuará na quarta-feira, 26 de fevereiro. Às 9h30, na catedral, o arcebispo filipino se reunirá com os sacerdotes e diáconos permanentes; à noite, com os leigos, membros de conselhos pastorais e fiéis envolvidos nas diferentes realidades eclesiais de Milão. No centro dos dois discursos previstos, estará a resposta da Igreja das Filipinas aos grandes desafios da vida contemporânea.

O cardeal Scola participará de ambos os momentos e entregará ao arcebispo de Manila as ofertas coletadas pelos sacerdotes e leigos da diocese de Milão, como donativo aos flagelados pelo tufão Haiyan, que assolou as Filipinas em novembro passado.

A visita de Tagle dá continuidade, na diocese ambrosiana, aos testemunhos de grandes personalidades da Igreja, começados no dia 10 de dezembro com o arcebispo de Viena, o cardeal Christoph Schönborn. A iniciativa é apoiada pelo cardeal Scola e visa aprofundar a reflexão sobre a evangelização que está no núcleo da carta pastoral "O campo é o mundo", além de iniciar um intercâmbio de experiências com outras Igrejas locais.