23º Festival Internacional da Juventude em Medjugorje

O Mladifest testemunhou entre outras a iniciativa "Um de nós", em defesa do embrião humano

| 873 visitas

Elizabeth Pittino

ROMA, terça-feira, 14 de agosto de 2012 (ZENIT.org) - "Senhor, aumenta a nossa fé" (Lucas 17,5) foi o lema do 23º Festival Internacional da Juventude (Mladifest), que ocorreu em Medjugorje de 1º a 6 de agosto. Mais de 50 mil participantes, entre jovens e peregrinos, representaram os quatro continentes e se reuniram em nome da Virgem Maria e da oração.

Louvores, terços, missa e adoração diária acompanharam todo o encontro, animado pelo coro e pela orquestra do festival, compostos por uma centena de coristas e instrumentistas internacionais.

Quase uma "Olimpíada de Maria": entre aclamações e cantos, desfilaram pelo encontro mais de 70 países, incluindo a Cidade do Vaticano. Os italianos, mais numerosos, acolhiam os peregrinos com a saudação "A paz esteja contigo. Fomos criados para o Paraíso".

O encontro foi aberto pelo representante do Vaticano, que trouxe a saudação do Santo Padre Bento XVI, augurando "um encontro íntimo com Cristo que nos ama e que deu a vida por nós. Coragem, jovem! Deus nos ama!".

Na celebração inicial, presidida pelo padre Miljenko Steko, vigário da província franciscana da Herzegovina, foi enfatizado que o sinal de Medjugorje é o terço. "As pessoas vêm rezar aqui por fé", disse o presidente.

Steko recordou que, "paralelamente a esta beleza, a esta alegria", existe também um "mundo de sombras que fere sem piedade a consciência; um mundo sem futuro".

"Estamos aqui para construir um futuro com Deus, um novo caminho iluminado e belo que é a conversão", observou o franciscano, ressaltando que "Maria conhece cada um de nós, purifica as nossas necessidades e nos encaminha para Jesus Cristo, o único que tem a vida eterna".

"Tudo é um presente", acrescentou, lembrando o evangelho do dia sobre a pérola preciosa, pela qual se vende tudo o que se tem. "A descoberta da pérola e do seu valor não são um fenômeno aleatório, mas uma busca longa e dolorosa. Ela nos convida a deixar de lado tudo o que é material, para nos tornarmos pobresem espírito. Daía maravilha do futuro, porque tudo pode florescer na nossa vida, pode se tornar não mais um deserto, mas um oásis".

Depois da missa, o padre Danko Perutina, coordenador do festival, apresentou a iniciativa popular europeia "Um de nós", em defesa do embrião humano. Perutina leu o "Apelo pela vida humana" e convidou os presentes a assiná-lo em prol do embrião.

A iniciativa, lançada oficialmente em maio passado em Roma e promovida por vários grupos pró-vida em toda a Europa, quer juntar pelo menos 1 milhão de assinaturas de cidadãos europeus até 10 de maio de 2013, para apresentá-las ao Parlamento Europeu.

É mais uma chance para a vitória da "cultura da vida" na Europa.

Durante o festival, milhares de assinaturas foram coletadas por voluntários do Movimento italiano pela Vida. A iniciativa para defender o mais fraco dos fracos, o nascituro, foi confiada às mãos de Maria.

A iniciativa dos cidadãos de pedir à União Europeia o reconhecimento da dignidade de cada ser humano desde a concepção contou ainda com o encorajamento público e oficial das mais altas autoridades da Igreja Católica. Em 20 de maio, Bento XVI elogiou a iniciativa durante o Regina Coeli na Praça de São Pedro, dirigindo-se diretamente ao Movimento italiano pela Vida, reunido na grande Sala Paulo VI.

“Queridos amigos”, disse o papa naquela ocasião, “o movimento tem mantido sempre o compromisso de defender a vida humana de acordo com os ensinamentos da Igreja. Nesta linha, vocês anunciaram uma nova iniciativa chamada ‘Um de nós’, para apoiar a dignidade e os direitos de cada ser humano desde a concepção. Eu os encorajo e exorto a serem sempre testemunhas e construtores de uma cultura da vida".

O cardeal Ennio Antonelli, presidente do Conselho Pontifício para a Família, descreveu a iniciativa como testemunho "de integridade cristã e concretude operacional do Movimento pela Vida". Em Bruxelas, os bispos da Conferência Episcopal da União Europeia concordaram por unanimidade em apoiar o projeto.

Para apoiar e fazer parte de uma Europa pró-vida, você pode assinar e difundir "Um de nós" até 10 - 5 - 2013.

Para ver o texto em vários idiomas, ter informações e aprofundar sobre as formas para assinar em seu país, entre em contato com os líderes nacionais, basta clicar no site oficial: www.oneofus.eu.

São válidas as assinaturas eletrônicas.

ATENÇÃO: é necessário agir de forma coordenada, não basta apenas um milhão de assinaturas. Então, você precisa entrar em contato com os líderes da iniciativa em seu próprio país e oferecer uma colaboração.