30 anos da eleição do Papa do sorriso, João Paulo I

| 881 visitas

CIDADE DO VATICANO, quarta-feira, 27 de agosto de 2008 (ZENIT.org).- Na igreja do Canal d'Agordo, província de Belluno, Itália, terra natal de Albino Luciani, celebrou-se nessa terça-feira uma missa pelos 30 anos da eleição pontifícia de João Paulo I, recordado como o «Papa do sorriso».

A celebração eucarística foi presidida pelo cardeal Angelo Scola, patriarca de Veneza, e concelebrada pelos bispos da região de Triveneto.

Albino Luciani nasceu em 17 de outubro de 1912, em uma pequena localidade italiana chamada então Forno di Canale, na província de Belluno, sendo o mais velho de quatro irmãos. Seus biógrafos afirmam que era uma criança inquieta, forte e vivaz.

Aos 10 anos, e depois de ter vivido na pobreza durante a Primeira Guerra Mundial, falece sua mãe; e seu pai casa-se novamente com uma católica devota. Foi então que emergiu sua vocação sacerdotal, segundo conta anos depois, graças à pregação de um frade capuchinho.

Em 1933, ingressou no seminário menor da localidade de Feltre, e passou logo ao seminário maior de Belluno, onde foi ordenado sacerdote em 1935.

Em 15 de dezembro de 1958, foi nomeado bispo de Vittorio Veneto. Em 27 de dezembro do mesmo ano, recebe a consagração episcopal pelas mãos de João XXIII, na basílica de São Pedro.

Em 15 de dezembro de 1969, foi nomeado patriarca de Veneza; e criado cardeal por Paulo VI, em 5 de março de 1973.

O cardeal Albino Luciani foi o primeiro Papa com nome composto, gesto com o qual pretendia honrar seus dois predecessores João XXIII e Paulo VI, e seu lema pontifício foi Humilitas (humildade).

Faleceu em 28 de setembro de 1978, trinta e três dias depois de sua eleição.