5 de julho: agendada a publicação da Lumen Fidei, primeira encíclica de Francisco e última de Bento XVI

Documento escrito "a quatro mãos" encerra a série de três encíclicas do papa emérito sobre as virtudes cardeais

Cidade do Vaticano, (Zenit.org) | 731 visitas

O próprio papa Francisco já tinha anunciado em 13 de junho, ao receber em audiência o secretariado do Sínodo dos Bispos, mas não era esperado que a encíclica escrita "a quatro mãos" por ele e pelo papa emérito Bento XVI fosse publicada ainda antes do verão europeu.

Nesta sexta-feira, 5 de julho, será apresentada ao mundo a Lumen Fidei, primeira encíclica de Bergoglio e última de Ratzinger, que completa a série de três encíclicas do papa emérito dedicadas à fé, à esperança e à caridade.

O documento estava quase pronto, como Francisco tinha confidenciado a alguns bispos italianos durante as visitas ad limina. E na audiência com os membros do secretariado do Sínodo, ele afirmou: "Deve agora sair uma encíclica, a quatro mãos, como dizem. O papa Bento XVI a entregou a mim; é um documento forte; eu direi que recebi este grande trabalho que ele fez e que eu levei adiante".

"A Luz da Fé" será apresentada às 11 horas desta sexta-feira, na Sala João Paulo II do departamento de imprensa da Santa Sé. A apresentação será feita pelo cardeal Marc Ouellet, prefeito da Congregação para os Bispos, por dom Gerhard Ludwig Müller, prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé, e por dom Rino Fisichella, presidente do Pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelização.