6 de agosto: jornada de oração pela paz no Iraque

Convite é da Ajuda à Igreja que Sofre e do patriarca caldeu, que pede "a união de corações e de vozes diante do Senhor"

Roma, (Zenit.org) Redacao | 664 visitas

No próximo dia 6 de agosto, Festa da Transfiguração, a Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) promove uma jornada de oração pela paz no Iraque. O convite é feito pela AIS em conjunto com o patriarca caldeu Raphael Louis Sako, que escreveu a oração de invocação da paz. "Com os cristãos iraquianos, me uno aos que estenderão as mãos ao Senhor invocando a paz no Iraque. Unimos nossos corações e nossas vozes diante do Senhor".

Como explica o presidente executivo internacional da AIS, Johannes Heeremann, a iniciativa foi inspirada pelo apelo do papa Francisco no ângelus de domingo passado. "As palavras do Santo Padre nos fizeram convidar os fiéis de todas as religiões à oração, em particular as comunidades muçulmanas tão machucadas pela violência. No meio de tanto sofrimento, nós temos que nos unir aos nossos irmãos que sofrem e mostrar que não os abandonamos".

No mês passado, a Ajuda à Igreja que Sofre doou 100 mil euros à arquidiocese caldeia de Mossul para ajudar os refugiados e continua captando fundos para apoiar a Igreja iraquiana. Como em outras ocasiões, a fundação pontifícia combina o apoio econômico e as orações pela Igreja perseguida no mundo. Recentemente, a AIS lançou outras iniciativas similares em prol da Igreja e das populações em dificuldade na República Democrática do Congo, na Síria e na República Centro-Africana.

“A fraternidade e a solidariedade são o que a nossa atormentada nação precisa neste momento”, afirma o patriarca Sako. “Para milhares de pessoas inocentes, a crise que estamos atravessando significa uma grande dor, um profundo sofrimento e privações imponderáveis”.

O prelado iraquiano enfatiza a relevância do dia escolhido para a oração pela paz: a Festa da Transfiguração. "É o dia da transformação dos corações e das mentes no encontro com a luz de Deus que se emite sobre toda a humanidade. Que a luz do Tabor, através da nossa proximidade, possa encher de amor e de esperança os corações daqueles que sofrem. Que a mensagem do Tabor, através das nossas orações, possa inspirar os líderes deste país a sacrificar os interesses pessoais em virtude do bem comum".