A Assembleia geral do Movimento dos Focolares está prestes a começar.

É prevista uma audiência com o papa Francisco

Roma, (Zenit.org) Redacao | 522 visitas

De 1 a28 de setembro de 2014, acontecerá a Assembleia geral do Movimento dos Focolares, depois daquela de 2008 que ocorreu após o falecimento da fundadora Chiara Lubich.

São esperados no Centro Mariápolis de Castelgandolfo, Roma, 494 delegados dos Focolares que representam o centro internacional e as diversas áreas geográficas do mundo, expressão da pluralidade que caracteriza o Movimento: leigos e consagrados, adultos e jovens, homens e mulheres. Além desses, 49 convidados, dos quais 15 de igrejas cristãs não católicas, religiões não cristãs e culturas não-religiosas, acompanharão os trabalhos da Assembleia.

O evento foi preparado com uma grande participação das comunidades dos Focolares, concretizada por milhares de reflexões e propostas para uma Assembleia que será chamada a exprimir-se com argumentos fundamentais para a vida de todo o Movimento. Segundo o preâmbulo dos Estatutos gerais, “a norma das normas, a premissa de qualquer outra regra” é o amor recíproco, o fundamento de ação do Espírito Santo: é esta a “lógica” que guiou tal consulta em todo o mundo.

Do trabalho preparatório, emergiram questionamentos, desafios e exigências de um povo que está em caminho. Em particular, emergiram a fidelidade à indentidade carismática; a atenção para os jovens, anciãos e famílias; a exigência de ir além do próprio movimento movendo-se em direção às dores da humanidade, com um olhar privilegiado às diversas necessidades.

Um impulso à ação, portanto, com uma formação espiritual e cultural adequada e atualizada, na linha da espiritualidade de comunhão típica do carisma dos Focolares, a fim de que seja Jesus mesmo, presente entre os que estiverem unidos em Seu nome (Mt 18, 20), a caminhar pelas estradas para encontrar os homens e mulheres de hoje.

Os contributos foram sintetizados em 12 grandes temas que os participantes da Assembleia, em 32 grupos e plenárias, abordarão para direcionar o Movimento nos próximos anos.

Depois de alguns dias de retiro espiritual e de trabalho, a Assembleia procederá à eleição da Presidente, do Co-presidente, dos conselheiros e das conselheiras gerais para os próximos seis anos.

Os participantes serão recebidos pelo papa Francisco na sexta-feira, 26 de setembro, às 12h, no Vaticano.

A Assembleia geral é o principal órgão de governo do Movimento dos Focolares e acontece a cada seis anos.