A capital jovem acolhe os símbolos da juventude

Palavras de Dom Pedro Brito

| 633 visitas

Fonte Jovens Conectados

BRASILIA, segunda-feira, 7 de maio de 2012 (ZENIT.org) - “Os filhos de Palmas são todos jovens”, lembrou o arcebispo dom Pedro Brito. A cidade, mais nova capital do País, tem apenas 23 anos e um grande número de estudantes do interior do estado em 10 universidades.

Segundo dom Pedro, os principais desafios para a evangelização da juventude da arquidiocese são o tamanho da diocese e a dispersão da população, a falta de grupos de jovens paroquiais, a grande quantidade de jovens envolvidos com drogas e a presença de muitas seitas evangélicas. 

“Quando era seminarista em Roma, vi a cruz ser entregue aos jovens pelo papa João Paulo II e, agora, ela veio encontrar a juventude de Palmas”, disse o arcebispo, na missa de acolhida dos símbolos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) na Fazenda da Esperança.

Para Maria Isabel, que faz parte dos jovens escoteiros, a fé católica está em processo de construção em Palmas. “São jovens de várias culturas, nem sempre preparados na fé, que chegam aqui e conseguem um aprofundamento.”

O Setor Juventude, na opinião dela, tem um grande papel no crescimento da fé juvenil. “Estamos unindo grupos que não se conheciam e um dos exemplos foi a organização do Bote Fé”, disse a jovem.