A casa das famílias do mundo

Em Nazaré, iniciativa pontifícia em parceria com a Renovação Carismática

Roma, (Zenit.org) Sergio Mora | 608 visitas

Uma casa que represente todas as famílias do mundo, que seja um centro de espiritualidade familiar e que ajude na formação da vida pastoral será edificada na cidade de Nazaré e gerida pela Renovação Carismática.

A iniciativa foi apresentada nesta manhã junto à nova fundação vaticana Centro Internacional da Família de Nazaré, na Sala de Imprensa da Santa Sé, com a presença do presidente do Pontifício Conselho para a Família, dom Vincenzo Paglia, do bispo auxiliar de Jerusalém, dom Giacinto Marcuzzo, e do presidente italiano da Renovação Carismática, Salvador Martinez.

“O Centro foi uma intuição de João Paulo II em 1997 durante a Jornada Mundial da Juventude, como apoio para as famílias de todo o mundo. É um convite para que o espírito da Sagrada Família de Nazaré reine em todos os lares cristãos”, disse Paglia.

“Apesar dos esforços do cardeal colombiano Alfonso López Trujillo, presidente do Pontifício Conselho para a Família, o projeto encontrou várias dificuldades. Só em 2009, às vésperas da viagem pastoral de Bento XVI à Terra Santa, a iniciativa foi resgatada e confiada ao movimento eclesial da Renovação Carismática”, acrescentou Paglia, ressaltando que, a fim de dar uma adequada configuração jurídica ao projeto, Bento XVI determinou a criação da fundação vaticana Centro Internacional Família de Nazaré. É necessário “repropor uma cultura da família” e “Nazaré é um dos lugares de extraordinária força evocativa e simbólica. É o lugar em que Jesus cresceu, o lugar da sua casa, onde ele viveu com Maria e José”.

O Centro Internacional para a Família terá seu foco na espiritualidade familiar e na formação de vida e pastoral. Será também um observatório permanente sobre a pastoral da família no mundo, em particular na Terra Santa e no Oriente Médio, em parceria com as conferências episcopais do mundo todo, com universidades católicas e com instituições internacionais de inspiração cristã.

O centro também prestará ajuda material às famílias em dificuldades, particularmente na Terra Santa, através de projetos internacionais.

Martinez observa que a fundação tem a finalidade de formar e evangelizar as famílias e é dirigida por um conselho de administração composto por cinco membros, três eleitos pela Renovação e dois pelo Pontifício Conselho para a Família.

“Recebemos com grande alegria e emoção, conscientes deste grande desafio, o convite para construir, gerir e animar a ‘casa do papa na Terra Santa’, uma morada especial para todas as famílias do mundo, em particular para as do Oriente Médio, memória viva e bendita das origens do cristianismo”.

Martinez sublinha o desejo de “fazer com que o Centro Internacional da Família de Nazaré seja um lugar privilegiado para a difusão do 'evangelho da família', uma vitrine de tudo o que é belo, bom, verdadeiro e justo que a família propõe, um testemunho para o mundo. Participarão do projeto universidades, centros, movimentos, comunidades e associações, num trinômio que pode ser resumido em Papa, Família e Terra Santa”.

Nazaré, lugar onde tudo começou e pode recomeçar, é um dos lugares mais pacíficos da Terra Santa, cidade preservada por Deus e habitada em 40% por cristãos, o que contrasta com o cerca de 1% de cristãos nas outras cidades de Israel. Nazaré pode contagiar um novo amor às famílias de todo o mundo.

A estrutura será erguida na colina que domina o centro habitado e a Basílica da Anunciação, num terreno da Santa Sé. Terá um auditório com 500 assentos, um centro diocesano, salas de encontro e de estudo, uma igreja com 500 lugares, uma residência com cem quartos para acolher famílias, uma ludoteca para as crianças e áreas de recreação.

O centro, que custará aproximadamente 12 milhões de euros, contará também com um portal para prestar “ajuda subsidiária horizontal” a membros de famílias em dificuldades. Esta iniciativa contará com o apoio de especialistas, psicólogos, economistas, educadores e sacerdotes e permitirá a interação entre famílias do mundo inteiro.