A Congregação para a doutrina da fé tem um novo Prefeito

Mons. Gerhard Ludwig Müller sucede o cardeal William Levada

| 1311 visitas

Por Anita Bourdin

CIDADE DO VATICANO, segunda-feira, 2 de julho de 2012 (ZENIT.org) - Bento XVI nomeou um teólogo alemão, novo Prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé. Trata-se de mons. Gerhard Ludwig Müller, 64 anos, até agora bispo de Ratisbona, que também foi elevado à dignidade de arcebispo. Mons. Müller sucede o cardeal americano William Joseph Levada, que ocupou o cargo desde o 13 de maio de 2005, e cuja renúncia por motivos de idade foram aceitas pelo Pontífice. O cardeal Levada, que sucedeu o Cardeal Joseph Ratzinger à frente do departamento, após a ascensão ao trono petrino, nasceu dia 15 de junho de 1936 e portanto cumpriu este ano ano o seu 76 aniversário.

O novo Prefeito se torna ipso facto Presidente dos outros organismos que estão debaixo da Congregação para a Doutrina da Fé, ou seja a Pontifícia Comissão "Ecclesia Dei", a Pontifícia Comissão Bíblica e a Comissão Teológica Internacional.

Na semana passada, Bento XVI nomeou um novo vice-presidente da Comissão "Ecclesia Dei", uma instituição central na causa do diálogo com a Fraternidade São Pio X, na pessoa do ítalo-americano monsenhor Augustine Di Noia.

Nascido em Magonza (Mainz) no dia 31 de dezembro de 1947, mons. Müller foi ordenado sacerdote pela diocese de Magonza em 1978 e se tornou bispo de Ratisbona em 2002: nesta função, acolheu o Papa Bento XVI durante sua viagem à Alemanha em setembro de 2006.

Sua tese em teologia, apresentada em 1977, foi dedicada ao teólogo protestante alemão Dietrich Bonhöffer, conhecido por sua oposição ao regime nacional-socialista e morto por espancamento pelos nazistas no campo de concentração de Flossenbürg. Mons. Müller ensinou teologia dogmática na Universidade de Mônaco da Baviera desde 1986.

O seu lema episcopal é Dominus Iesus (Jesus é o Senhor), da Carta de Paulo aos Romanos (10, 9). Dominus Iesus é também o título de um documento da mesma Congregação para a Doutrina da Fé. O novo Prefeito também é membro da Congregação para a Educação Católica e dos Pontifícios Conselhos da Cultura e para a Promoção da Unidade dos cristão.

Dentro Conferência Episcopal alemã guiou a Comissão ecumênica. Além do mais é vice-presidente da Associação das Igrejas cristãs na Alemanha e primeiro presidente da Sociedade para a Promoção do Instituto das Igrejas Orientais de Regensburg.

O novo Prefeito é um amigo pessoal do Papa: foi escolhido como editor das Obras Omniadi Joseph Ratzinger/Bento XVI.

Ele próprio é autor de cerca de 400 publicações sobre temas de teologia dogmática, ecumenismo, etc.

Mons. Müller também foi um aluno do teólogo dominicano Gustavo Gutierrez, considerado o "pai" da Teologia da Libertação na América Latina.

Trad. TS