A Epifania nos ilumina com uma nova luz

Durante o Angelus o Papa saudou as Igrejas Orientas que celebram o Natal amanhã

| 1761 visitas

CIDADE DO VATICANO, sexta-feira, 6 de janeiro, 2012 (ZENIT.org) – Ainda durante o Angelus, o Papa Bento XVI destacou a Epifania como um “festival de luz”. 

***

“Essa ‘nova luz’- disse o Papa - que é acesa na véspera de Natal e que hoje começa a brilhar sobre o mundo, como sugere a imagem da estrela, é um sinal celeste que chamou a atenção dos Magos e guiou-os em sua viagem para a Judéia”.

O tema da luz é fundamental para a Solenidade da Epifania, também por motivos sazonais, pois no Hemisfério Norte, após o solstício de inverno, “o dia se torna novamente mais longo em relação à noite”, explicou o Papa.

Da mesma forma, Jesus aparece no horizonte da humanidade “para iluminar a vida pessoal de cada um de nós e para guiar-nos todos juntos em direção à meta da nossa peregrinação em direção a terra da liberdade e da paz, onde viveremos para sempre em plena comunhão com Deus e entre nós”.

O convite do profeta Isaías, exortando Jerusalém a reerguer-se (Is 60,1-2) é aplicável à Igreja e ao mundo hoje que “com todos os seus recursos, é incapaz de iluminar a humanidade na orientação de seu caminho”.

E se, por um lado, a civilização ocidental parece ter perdido o seu caminho e “navega sem rumo”, a Igreja, “graças às palavras de Deus, enxerga através deste nevoeiro. “Mesmo sem “soluções técnicas”, ela “mantém o olhar no objetivo, e fornece a luz do Evangelho a todas as pessoas de boa vontade, seja qual for sua nação e cultura”.Esta missão é também esperada dos Representantes Pontifícios junto aos estados e as organizações internacionais.

Depois de rezar o Angelus, o Santo Padre dirigiu suas saudações às Igrejas Orientais que, amanhã, de acordo com o calendário juliano, celebram o Natal.

Bento XVI recordou que a Epifania é também o dia da Jornada Missionária das Crianças, promovida pela Pontifícia Obra da Santa Infância: uma oportunidade para unir as crianças de todo o mundo e apoiar projetos de solidariedade entre elas. “Que o vosso coração esteja aberto para o mundo, tal como o coração de Jesus, mas sejam atentos a quem mora perto de vocês, estejam sempre prontos a dar uma mão”, disse o Papa dirigindo-se às crianças e jovens presentes.

(Tradução:MEM)