A estratégia de um bispo para fazer florescer o seminário em sua diocese

Pela primeira vez em 9 anos, cresce o número de seminaristas na Espanha

| 1540 visitas

MADRI, terça-feira, 16 de março de 2010 (ZENIT.org). – “Quando cheguei à diocese de Tarazona, em 2005, encontrei um seminário quase vazio”, explicou Dom Demetrio Fernández em uma carta pastoral redigida para a ocasião do próximo Dia do Seminário, celebrado na maior parte das dioceses espanholas em 19 de março.

“Não podia me resignar a uma realidade tão humilhante, tão desencorajadora para uma diocese, e comecei orando insistentemente ao Senhor para que enviasse trabalhadores para sua messe, para que abrisse uma saída”, confessou ele.

“Pedi orações a muitos conventos de clausura de nossa diocese e de toda a Espanha” – continuou. “Pude constatar que muitos oraram pelo seminário de Tarazona”.

Após consolidar estas bases espirituais, tomou uma decisão de caráter concreto: organizar um curso de espiritualidade “para intensificar a vida espiritual dos dois seminaristas que estavam prestes a ser ordenados”.

Esta medida conferiu novos ares ao seminário de Tarazona. A partir de então, a vida no seminário passou a ser organizada no aspecto tríplice da disciplina, da espiritualidade e dos estudos.

Atualmente, 14 seminaristas estão sendo preparados para o sacerdócio, estudando no Centro Universitário de Estudos Teológicos da Imaculada, ligado à Faculdade São Damaso de Madri.

“Não procuramos por ninguém, e eis que 40 jovens bateram à nossa porta”, lembrou.

O bispo agradeceu à diocese de Tarazona por “suas orações e pelo apoio de todo tipo”, bem como a todas as pessoas que “se comprometeram com as intenções do bispo”.

 “Dentre as tribulações próprias da vida pastoral, que não foram poucas, esta foi a mais bela graça que Deus concedeu ao longo destes cinco anos para mim, para a diocese e para a Igreja”, afirmou Dom Fernández, recentemente nomeado bispo de Córdoba, diocese que conta com cerca de 50 seminaristas.

Cinco dos jovens que ingressaram no seminário de Tarazona nos últimos cinco anos já foram ordenados, e outros cinco devem ser ordenados em breve.

São parte dos 1.265 seminaristas em formação na Espanha este ano – 42 a mais que no ano anterior.

O aumento é um estímulo neste Ano Sacerdotal, especialmente considerando a tendência de diminuição registrada nos últimos nove anos.