A família enquanto resposta histórica em todos os momentos de crise

APFN Associação Portuguesa das Famílias Numerosas

| 760 visitas

LISBOA, quinta-feira, 31 de maio de 2012(ZENIT.org) - A APFN – Associação Portuguesa das Famílias Numerosas, em reflexão e num debate aberto sobre as questões demográficas que afetam o país. O evento acontece no Auditório 3 da Fundação Calouste Gulbenkian em Lisboa.

A APFN foi formalmente constituída em 1999 e integra famílias com três ou mais filhos. Acredita e defende os valores da família, contando atualmente com mais de 10.000 associados. 

Portugal é, em termos demográficos, o segundo pior país do mundo a seguir à Bósnia, com um Défice Demográfico que dura há 30 anos.

Esta é uma questão estrutural que afeta o crescimento econômico e a sustentabilidade do estado social.

Contudo, o Futuro decide-se hoje. As condições que o país vai ter dentro de vinte anos decidem-se hoje. Urge tomar medidas que permitam que Portugal inverta o trajeto atual.

A APFN – Associação Portuguesa das Famílias Numerosas, em reflexão, num debate aberto com um conjunto de especialistas em questões demográficas, sociológicas e econômicas propõem uma conferência para identificar as soluções e as medidas a adotar, avaliando o seu impacto econômico no curto e médio prazo. 

A APFN pretende, com a sua atividade, mudar as mentalidades e as políticas relativamente à família e transformar o atual cenário de inverno demográfico que se não for alterado continuará a conduzir à insustentabilidade econômica e social do país.

A APFN acredita na família como a solução do futuro e enquanto resposta histórica em todos os momentos de crise. Está convicta que o país precisa de mais crianças e jovens mas também precisa que essas crianças e jovens possuam as competências suficientes para enfrentar os desafios do Futuro. O lema da APFN é apostar na família é construir o Futuro