A história do coral da Capela Sistina

Livro de Marcello Filotei é apresentado no Instituto Pontifício de Música Sacra

Roma, (Zenit.org) | 1288 visitas

Na próxima segunda-feira, 21, o Pontifício Instituto de Música Sacra acolhe a apresentação do livro de Marcello Filotei “La solita solfa. Storia della Cappella musicale pontificia Sistina”, que conta a história do coral da Capela Sistina.

Participam Carlos Alberto de Pinho Moreira Azevedo, delegado do Conselho Pontifício para a Cultura; mons. Vincenzo De Gregorio, presidente do Pontifício Instituto de Música Sacra; o professor Giovanni Carli Ballola, musicólogo; e o pe. Giuseppe Merola, coordenador do encontro.

O livro reconstitui o período mais vivo do desenvolvimento do coral da Capela Sistina, que abrange os últimos dois séculos. Desde que, nas primeiras décadas do século XIX, decidiu-se nomear um maestro permanente para o coral, cada um dos músicos que assumiram esse papel colocou a sua marca na equipe, nas performances e nos repertórios. Cada um também produziu um corpo de trabalho que, juntamente com o legado dos séculos precedentes, faz parte de um imenso e inspirador tesouro.

Com linguagem direta e contundente, o livro percorre a capela papal nos últimos dois séculos, de Baini a Mustafà, de Perosi a Bartolucci, de Liberto a Palombella, o maestro atualmente em funções, sem deixar de lado a análise das escolhas feitas e das suas consequências, dentro do que cabe num período histórico tão breve.

A rota do autor se baseia em depoimentos diretos e em reconstituições feitas a partir de eventos bem documentados, dando ao coro da Capela Sistina uma imagem muito mais realista em comparação com a aura mítica que a envolve.

Marcello Filotei é compositor e crítico de música do jornal L'Osservatore Romano. Suas obras já foram executadas em festivais italianos e estrangeiros. Ele também recebe comissões de instituições ativas na música contemporânea e organiza e dirige concursos internacionais de composição e concertos.