Aberto o concurso para eleger o logotipo e o hino da JMJ Cracóvia 2016

O prazo para a apresentação das propostas é o 31 de março e 31 de maio respectivamente

Roma, (Zenit.org) Rocio Lancho García | 547 visitas

Mons Damian Muskus, bispo auxiliar de Cracóvia e coordenador geral do Comitê Organizador da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), abriu oficialmente o concurso para eleger o hino e o logotipo para a próxima Jornada Mundial da Juventude que acontecerá em Cracóvia (Polônia) em Julho de 2016.

A concurso apresentado em uma coletiva de imprensa, e que está publicado no site do evento encontra-se aberto tanto para profissionais como para aficionados, mas tem a intenção de atrair principalmente a juventude. Por isso mons Muskus expressou o seu desejo de que os jovens possam descobrir os seus talentos e apresentar propostas no concurso. O hino e o logo devem fazer referência ao tema da JMJ 2016, “Bem-aventurados os misericordiosos", citação escolhida pelo Papa Francisco, assim como refletir a importância e o significado religioso do mesmo.

Além disso, de acordo com as regras, o logotipo também deve "destacar em primeiro lugar o simbolismo associado à cidade de Cracóvia e ao seu patrimônio cultural, espiritual, apontando ao mesmo tempo o valor universal e inter-religioso da mensagem da Divina Misericórdia”. Por sua parte, o texto do hino deve dar a possibilidade de ser traduzido a outros idiomas sem perder a melodia original.

As datas de entrega para os projetos são 31 de Março para o logotipo e 31 de Maio para o hino. Depois de passar pela primeira seleção, os projetos serão enviados ao Pontifício Conselho para os Leigos, que se encarregará da eleição final. Para os ganhadores do concurso está prevista além do mais uma compensação financeira.

Monsenhor Muskus afirmou que a Jornada Mundial da Juventude é um evento único que reúne jovens de todo o mundo. "Supomos, disse, que em Cracóvia possam vir 2 milhões de pessoas, e talvez até mais”, de tal forma que encorajou para que seja uma festa da juventude com um cenário único e belo.

A primeira Jornada Mundial da Juventude foi realizada em Roma, no ano de 1986, a nível diocesano. Originou-se com os encontros do Papa João Paulo II com os jovens de 1984 e 1985. Em 1984 realizou-se na Praça de São Pedro o Encontro Internacional da Juventude por ocasião do Ano Santo da Redenção e foi quando os jovens receberam a Cruz Peregrina. No ano de 1985 o beato Papa polaco anunciou a criação da Jornada Mundial da Juventude. Os encontros mundiais são realizados com intervalos que variam de 2 a 3 anos.

Durante a JMJ são muitas as atividades nas quais os jovens podem participar: catequeses, eventos culturais, momentos de partilha e convivências. Mas existem também os chamados atos centrais da JMJ (cerimônia de abertura, boas vindas ao Papa, Via Crucis, a vigília dos jovens com o Papa e a Missa de clausura).

(Tradução Thácio Siqueira)