Abre-se causa de beatificação de padre do Opus Dei

Pe. José Múzquiz fundou a prelazia pessoal nos Estados Unidos

| 1625 visitas

BRAINTREE, quinta-feira, 16 de junho de 2011 (ZENIT.org) - A arquidiocese de Boston abriu a causa de beatificação do Pe. José Múzquiz, um sacerdote do Opus Dei que estabeleceu a prelazia pessoal nos Estados Unidos e trabalhou durante muitos anos na grande área de Boston.

Cerca de 150 pessoas, muitas das quais são membros do Opus Dei, se reuniram no último dia 2 de junho, no centro pastoral da arquidiocese, para a abertura formal da causa do Pe. Múzquiz, como informa The Pilot, jornal da arquidiocese.

“Todos os cristãos estão chamados a ser santos e estamos profundamente agradecidos à arquidiocese de Boston, que está realizando este esforço para ver se o Pe. José Múzquiz realmente teve uma vida santa”, disse o porta-voz do Opus Dei, Brian Finnerty.

O Pe. Múzquiz nasceu na Espanha, em 1912. Uniu-se aos nacionais durante a Guerra Civil, depois de que sua cidade foi tomada pelas forças nacionais. Em 1941, foi admitido no Opus Dei.

Ele foi um dos três primeiros homens ordenados como sacerdotes da prelazia e ajudou a fundar a Obra não somente nos Estados Unidos, mas também no Canadá, Japão e Venezuela. Durante os anos 60 e 70, trabalhou na Europa e impulsionou a canonização do fundador da prelazia, São Josemaría Escrivá de Balaguer.

Voltou aos EUA em 1981 e permaneceu no país até sua morte, em 1983.

O evento de 2 de junho marcou o começo do primeiro passo do processo de canonização, que implica em reunir evidências de virtudes cristãs vividas com heroísmo. Após a finalização satisfatória deste processo, o caso será acompanhado na Congregação para as Causas dos Santos.

O Pe. David Cavanagh, sacerdote do Opus Dei que é postulador da causa do Pe. Múzquiz, disse, depois da oração de abertura, que o sacerdote “pôde ser uma dessas pessoas que perseverou até o final da sua vida de virtudes heroicas no caminho da santidade”.

Vários membros da Obra que assistiram ao evento haviam conhecido pessoalmente o Pe. Múzquiz e reagiram positivamente à abertura de sua causa.

John Coverdale, membro do Opus Dei há 50 anos e autor de “Putting Down Roots: Father Joseph Múzquiz and the Growth of Opus Dei” (“Lançando raízes: Pe. José Múzquiz e o crescimento do Opus Dei”), contou a The Pilot que o sacerdote “foi uma pessoa muito alegre e extraordinariamente dedicada, que entendeu claramente que Deus o chamava a fazer algo concreto. Este foi o eixo da sua vida”.

Coverdale acrescentou que o Pe. Múzquiz era “muito inteligente e um grande trabalhador”.