Acordo entre Autoridades alemãs e a AIF

Assinado Protocolo de Intenção entre a Autoridade de Informação Financeira da Cidade do Vaticano com correspondente autoridade alemã pela luta contra a lavagem de dinheiro e o financiamento do terrorismo

Roma, (Zenit.org) Redacao | 260 visitas

Foi assinado nesta manhã um Protocolo de intenção (Memorandum of Understanding - MoU) entre a Autoridade de Informação Financeira (AIF) da Santa Sé e do Estado da Cidade do Vaticano com a contraparte alemã, Zentralstelle für Verdachtsmeldungen des Bundeskriminalamt (BKA).

O documento – informa um comunicado da Sala de Imprensa da Santa Sé - foi assinado no Vaticano pelo cardeal Attilio Nicora, presidente da AIF e pelo Dr. Michael Dewald, diretor da BKA.

O Protocolo de Intenção – cita a nota - é uma prática padrão e formaliza a cooperação e o intercâmbio de informações financeiras entre as autoridades competentes dos países em causa, a fim de combater, a nível internacional, a lavagem de dinheiro e o financiamento do terrorismo. E, acrescenta a nota, foi elaborado com base no modelo predisposto pelo Egmont Group, a organização mundial da Unidade de Informação Financeira, e contém cláusulas de reciprocidade, confidencialidade sobre o uso de informações.

"Este Protocolo de Intenção reforça o papel da AIF a nível internacional e ainda integra ulteriormente a Santa Sé e o Estado da Cidade do Vaticano no compromisso global de combate à lavagem de dinheiro e ao financiamento do terrorismo", afirmou o diretor da AIF, René Bruelhart. "A assinatura de hoje evidencia as nossas fecundas relações e facilitará nossos esforços conjuntos”.

A AIF tornou-se membro do Grupo Egmont em julho deste ano e nos últimos meses sub-escrevu Protocolos de Intenção com as Unidades de Informação Financeira dos Estados Unidos, Bélgica, Itália, Espanha, Eslovénia e dos Países Baixos. Espera-se a assinatura de outros Protocolos nos próximos meses.

A AIF é a autoridade competente da Santa Sé e do Estado Cidade do Vaticano para a luta contra a lavagem de dinheiro e o financiamento do terrorismo. Foi instituída em 2010

(Trad.:MEM)