Adoração Noturna sublinha seu compromisso de caridade durante o «dia»

Responde ao convite do legado papal e escolhe seu novo presidente

| 563 visitas

GUADALAJARA, quinta-feira, 14 de outubro de 2004 (ZENIT.org-El Observador).- No contexto do Congresso Eucarístico Internacional de Guadalajara, levou-se a cabo a reunião mundial da Federação de Adoração Noturna, que reúne pessoas que promovem a adoração perpétua da Eucaristia e se dedicam também a outras obras eucarísticas.



Na missa realizada após a eleição do novo presidente mundial, o cardeal Jozef Tomko, legado pontifício para o Congresso Eucarístico Internacional, pediu aos adoradores que sua fé não se fique apenas no ritual e na obrigação, mas que tenda a fazer-se vida.

A adoração contemplativa é importante, disse, mas há que estendê-la em atos de apoio ao próximo em harmonia com Cristo e com a Criação.

Antes da cerimônia eucarística, o cardeal Juan Sandoval Íñiguez, arcebispo de Guadalajara, pediu a mais de 1.500 adoradores de todo o mundo, especialmente da Espanha e da América Latina, que sejam «a coluna vertebral de todas as atividades paroquiais e pastorais, tanto em suas próprias dioceses como na Igreja universal».

Como novo presidente do Conselho Mundial da Federação de Adoração Noturna e outras Obras Eucarísticas foi eleito Enrique Badia, enquanto que a direção espiritual ficará ao cargo do sacerdote espanhol Carmelo Borobio.

Em resposta ao pedido do cardeal Tomko, os adoradores eucarísticos do México se comprometeram a apoiar a construção, em Guadalajara, do Santuário dos Santos Mártires Mexicanos e à manutenção do monumento a Cristo Rei, conhecido como o Cristo do Cubilete, situado no centro geográfico da República Mexicana, nas proximidades de León, Silao e Guanajuato.

A Adoração Noturna é uma associação de católicos (solteiros, casados ou religiosos) que tem como fim adorar Jesus Sacramentado nas horas da noite e em comunhão com a Igreja. Sua implantação é mundial, nacional e diocesana.

Foi fundada em 1848 em Paris por Herman Cohen. A Federação Mundial de Adoração Noturna foi criada em Paris em 1963, com a participação de 40 países. Atualmente existem mais de quatro milhões de adoradores em todo o mundo.

Seu lema é «Adoradores de noite, testemunhas de dia». «Como adoradores de noite, na solidão e no silêncio da noite adorando ao Santíssimo em umas horas de reflexão, com leituras e salmos próprios para o momento, celebrando a Eucaristia e pedindo por todo o mundo», explicam fontes da Adoração Noturna.

«Como testemunhas de dia, ainda que não haja implicitamente um compromisso social, muitos de seus membros estão comprometidos em trabalhos sociais com os marginalizados, os sem posses... trabalhando em paróquias diocesanas, além de promover outras formas de devoção e culto à Eucaristia», acrescentam.