Advogado alemão Ernst Von Freyberg é o novo diretor do IOR

Comunicou o Porta-Voz do Vaticano no briefing de hoje

Cidade do Vaticano, (Zenit.org) | 1576 visitas

A Comissão Cardinalícia de Superintendência do Instituto para as Obras de Religião (IOR) confirma em comunicado oficial a nomeação do novo presidente do assim chamado “banco vaticano”, em conformidade com os seus estatutos. Trata-se do advogado alemão Ernst von Freyberg. Os outros quatro membros da diretoria permanecem no cargo. 

"A decisão é resultado de uma avaliação profunda e de várias entrevistas que a Comissão de Cardeais realizou, sempre com o apoio do Conselho de Superintendência. Foi um percurso de alguns meses, meticuloso e articulado, que permitiu avaliar vários perfis de alto nível profissional e moral, com a assessoria de uma agência internacional independente, líder na seleção de altos executivos". Afirmou Padre Lombardi, porta-voz do Vaticano.

"O Santo Padre, que acompanhou de perto todo o processo de seleção e escolha do novo presidente do conselho do IOR, expressou total apoio à decisão da Comissão de Cardeais". Continua a nota publicada hoje pelo Serviço de Informação do Vaticano (VIS).

Ernst von Freyberg nasceu na Alemanha em 1958. Seu currículo inclui:

1978-1985: Direito nas universidades de Bonn e Munique.

1986-1987: Verwaltungshochschule Speyer.

1988: Admissão na Ordem dos Advogados em Landgericht Ulm.

1988-1991: TCR Europe Limited (Grupo Bamberg), Three City Research Inc. (Grupo Bamberg),comoassociado.

1991-2012: Fundador e CEO da Daiwa Corporate Advisory GmbH.

2012-presente: Blohm+Voss Group, Hamburgo, presidente.

Von Freyberg é membro ativo da Ordem de Malta e corresponsável pela Associação de Peregrinações a Lourdes na arquidiocese de Berlim. É fundador e membro da Freyberg Stiftung desde a sua criação, em 2009. A fundação sustenta três organizações católicas na França, Alemanha e Áustria, além da escola elementar Freiligrath Schule, de Frankfurt, mediante bolsas de estudo. Von Freyberg é membro do Conselho de Administração da Flossbach von Storch AG, sociedade de gestão de fundos com sede em Colônia, com ativos de 8 milhões de euros. É também membro da diretoria da Manpower GmbH, empresa de trabalhos temporários com receita de 600 milhões de euros e 22.000 funcionários na Alemanha.