África do Sul: “Copa pela Paz”, de Cáritas e franciscanos

Equipes mistas jogarão simultaneamente ao Mundial

| 1391 visitas

PRETÓRIA, sexta-feira, 11 de junho de 2010 (ZENIT.org).- Cáritas Internacional e Damietta Peace Initiative dos Religiosos Franciscanos organizaram na África do Sul, entre as comunidades mais pobres do país, a Copa de Futebol pela Paz, um campeonato alternativo que acontecerá de forma simultânea ao Mundial de Futebol.

Esta iniciativa conjunta de caráter interconfessional - informa a Conferência Episcopal Católica da África do Sul -, que aconecerá na localidade de Atteridgeville, próximo de Pretória, reunirá pessoas de diferentes religiões, raças e nacionalidades.

“A África do Sul era uma nação destruída pela violência xenófoba e muitas pessoas afirmam que, sob as aparências, ainda estão tensões. Por este motivo, aproveitando a oportunidade do Mundial, queremos oferecer ao mundo uma mensagem de tolerância”, destacou Lancelot Thomas, coordenador local de Damietta Peace Initiative na África do Sul.

“Enquanto no Mundial as seleções nacionais se enfrentam umas contra as outras, nós, em nosso campeonato, queremos que nossas equipes experimentem a amizade e a humanidade comum das equipes mistas. Todas as equipes que participam têm base na África do Sul, mas representam vários grupos de refugiados. O critério principal para poder jogar é ter times formados por jogadores de diversas nacionalidades”, acrescentou Thomas.

“A Copa de Futebol pela Paz explica - segue a ideia de alguns grupos de paz que impulsionamos na Nigéria, após a etapa de violência religiosa que esse país viveu em 2008. Nesse caso, a ideia consistiu em mesclar muçulmanos, cristãos e animistas na mesma equipe, para comprovar o que significa ter um companheiro de equipe que, por sua nacionalidade ou crença, estava sendo considerado inimigo. Foi um grande êxito.”

“Toda África do Sul e o mundo estão sob a febre do futebol. Ainda que as equipes compitam umas com as outras, esperamos que a paz e a construção de relações interculturais sejam as vencedoras do dia”, concluiu Thomas.

Cáritas leva muitos anos trabalhando na construção da paz na África do Sul. Após o surto de violência contra os imigrantes, em maio de 2008, Dimietta Peace Initiative e Caritas uniram suas forças para impulsionar grupos de paz em todo país, promovendo a reconciliação e a não-violência, concentrando-se especialmente nas comunidades de base.

Na internet: “Church on the Ball”