Agência espanhola colaborou com a estreia do papa no Twitter

Anunciados novos projetos como 'The Pope Up'

| 992 visitas

Nieves San Martín

MADRI, quinta-feira, 13 de dezembro de 2012 (ZENIT.org) - A Santa Sé entrou em uma das redes sociais de maior sucesso no mundo e já começaram as comparações entre o ranking de “seguidores” do papa e o de outros famosos. A "culpada" pela grande repercussão é a agência espanhola 101, que, há cerca de dois anos, mandou uma carta à Santa Sé dizendo que poderia ajudar a preparar a entrada do Vaticano no Twitter graças aos seus conhecimentos de mídia digital.

A carta da agência 101 teve resposta quatro meses depois, quando o porta-voz da Santa Sé, padre Federico Lombardi, telefonou pedindo que os profissionais fossem até o Vaticano para comandar uma oficina de formação digital.

"Quase caí da cadeira", explicou Gustavo Entrala, diretor da agência. O Vaticano pediu ajuda à 101 para criar o portal de notícias sobre as atividades do papa e da Santa Sé, o news.va. A parceria culminou agora na chegada de Bento XVI ao Twitter.

"Ele vai tuitar o que quiser e quando quiser. Vai ser o 'gerente' da sua própria imagem e da Igreja católica", afirmou Entrala, acrescentando que o pontífice "é capaz de dizer muitas cosas em muito pouco espaço, usando frases curtas, mas com longa mensagem moral".

Atualmente, a agência 101 trabalha no primeiro livro digital sobre Bento XVI e na aplicação The Pope Up, que será lançada no início de 2013 para quem quiser acompanhar ao vivo os discursos do papa e ver as suas fotos mais recentes.

Os publicitários relataram a “aventura” em seu próprio site. Veja alguns fragmentos:

"Manhã eletrizante na 101, em conexão direta com o Vaticano. Estão presentes no Vaticano Gustavo Entrala, CEO e sócio fundador da agência, e Joaquim Ozores, novo diretor geral e também sócio da empresa. Foram apresentadas oficialmente as contas do papa no Twitter".

"Às 9h da manhã, toda a nossa equipe em Madri esperava impaciente pela revelação dos nicks das oito contas oficiais do papa, em oito idiomas diferentes. Também recebíamos as senhas para subir a imagem de perfil, a do cabeçalho e o fundo. Começava a contagem regressiva. Tudo tinha que estar pronto às 11h, quando começaria a entrevista coletiva. Mudanças de última hora… Twitter saturado… Revisões múltiplas… 10h57: tudo pronto!".

"Estamos preparados para acompanhar o evento no Twitter. Não estamos autorizados a publicar nada até que seja oficial. Vários meios de comunicação nos ligam para perguntar qual será o nick do papa, mas não podemos responder".

O primeiro tuíte de Bento XVI e suas respostas para três perguntas originam reações de todo tipo, desde mensagens de boas-vindas e retuítes massivos até brincadeiras diversas: a Santa Sé foi até “acusada” de “impontualidade”, pois se adiantou em meia hora no lançamento da conta.

Boa parte das críticas e brincadeiras vieram de usuários de língua espanhola. Muitos microblogueiros agradeceram pela bênção do papa e se alegraram com a sua entrada no microblog.

Mais informações no site da agência 101 (em espanhol): http://101.es/2012/12/o-papa-apresenta-su-conta-oficial-em-twitter-acompanado-por-101/#ixzz2EvgdDcu4.

(Trad.ZENIT)