Agenda “Europa” será corrigida e incluirá festas cristãs

Petição de mais de 32 mil europeus, em 7 línguas

| 1181 visitas

BRUXELAS, segunda-feira, 24 de janeiro de 2011 (ZENIT.org) - A agenda da Europa, publicada pela Comissão Europeia para ser distribuída nas escolas, será corrigida e incluirá os feriados cristãos na nova versão.

Além disso, um suplemento será adicionado aos exemplares já impressos, que omitiam qualquer menção a tais feriados, enquanto mencionavam os de outras religiões (cf. ZENIT, 14 de janeiro de 2011).

O presidente da Conferência Episcopal Francesa (CEF), cardeal André Vingt-Trois, arcebispo de Paris, escreveu ao ministro francês de Assuntos Europeus, Laurent Wauquiez, pedindo sua intervenção na Comissão Europeia sobre esta questão das agendas de 2011.

"Eu me pergunto quais são as medidas tomadas pelo governo francês na Comissão Europeia para expressar a sua desaprovação diante do ataque às crenças dos cristãos no nosso país (em oposição total aos tratados que regem a União Europeia) e para obter uma reparação moral do que se percebe legitimamente como um escândalo", escreveu o presidente da CEF.

Uma petição online lançada em 12 de fevereiro recebeu, em uma semana, 32 mil adesões, em 7 idiomas.

Wauquiez afirmou ter reclamado com o comissário europeu encarregado da impressão: "Eu exprimi minha surpresa, por escrito, a John Dalli, comissário europeu para a saúde e proteção dos consumidores, que publica a agenda Europa", disse ele.

"Pedi-lhe para me dizer quanto tempo será preciso para corrigir esse erro - continuou. Não deixarei de informar-lhe a resposta."

Para o ministro, "este episódio é a oportunidade para relembrar que não se tolera nenhuma discriminação religiosa na União Europeia".

John Dalli se comprometeu a enviar uma errata às escolas que já receberam a agenda e a corrigir o erro em versões futuras.

Em uma carta a Christine Bouti, disse: "Vamos enviar rapidamente um corrigendum a todas as escolas da União Europeia que encomendaram a edição 2010-2011 da agenda".

"Esta retificação será acompanhada por um anexo com os feriados oficiais, inclusive os religiosos, dos Estados-Membros - acrescentou. Também serão incluídos em edições futuras da agenda."

Em uma carta ao presidente da Comissão Europeia, José Manuel Barroso, a ex-ministra Boutin declarou: "Estas disposições me agradam e manifestam a consciência da Comissão Europeia da impossibilidade de construir a Europa negando sua história, sua cultura e seus valores fundamentais".

A presidente do Partido Democrata Cristão solicitou uma audiência com Barroso. "Por respeito aos muitos signatários da nossa petição para concluir este assunto, eu gostaria de solicitar uma audiência formal para entregar-lhe oficialmente esta petição e a lista de signatários", explicou.

E acrescentou: "Isso seria o sinal do nosso desejo de trabalhar juntos para crescer e fazer brilhar uma civilização comum para abrir a página de uma Europa que se orgulha de sua herança, respeitosa dos povos, das nações e voltada para o futuro".