Agendado encontro do Papa com sacerdotes da região alpina onde descansa

| 484 visitas

LORENZAGO DI CADORE, quarta-feira, 11 de julho de 2007 (ZENIT.org).- Haverá um encontro do Papa com os sacerdotes das dioceses italianas de Treviso e Belluno-Feltre, da região alpina onde o pontífice desfruta de alguns dias de descanso.



Assim apontou o bispo Giuseppe Andrich -- de Belluno Feltre -- nos microfones da «Rádio Vaticano» nesta quarta-feira, perguntado pela eventualidade de um encontro similar ao que Bento XVI manteve com o clero do Vale de Aosta dois anos atrás.

«Pedimos imediatamente -- o bispo de Treviso e eu -- para poder celebrá-lo. Temos notícia de que haverá este encontro para ambos cleros, o muito numeroso da diocese de Treviso, e o nosso da diocese de Belluno-Feltre, dentro de alguns dias, mas a data ainda não se precisou», acrescentou.

«A esperança se havia difundido entre os sacerdotes; agora temos uma confirmação muito fiável e, portanto, visto o eco do encontro» de então em Aosta, a próxima reunião do Papa com os sacerdotes se converte «certamente em um dos momentos mais significativos também de sua estadia entre nós», expressou o bispo de Treviso, Dom Andrea Bruno Mazzoccato, na emissora pontifícia.

A festa de São Bento, que a Igreja celebra nesta quarta-feira, remete também ao nome que Joseph Ratzinger escolheu como pontífice: Bento. Por isso, em toda a diocese de Bellune-Feltre -- em cuja localidade de Lorenzago de Cadore reside Bento XVI de 9 a 27 de julho -- se está festejando especialmente o dia.

A celebração «se havia previsto já com o convite a expressar a felicitação ao Papa -- menciona Dom Andrich --, mas sobretudo a unir-se com a oração a todos aqueles que percebem a significativa escolha do nome» por parte do pontífice «e seu vínculo com a espiritualidade de São Bento, monge, padroeiro da Europa, grande fermento não só para a história européia, mas também para o futuro da civilização cristã» no Continente.

O programa do Santo Padre para esta quarta-feira continua sendo de descanso, como ele mesmo anunciou. Segundo o enviado de «Avvenire» -- Salvatore Mazza -- a Lorenzago di Cadore, não se previam saídas, salvo passeios, estudo e oração, como é habitual.

À noite, na igreja de Lorenzago, haverá um concerto em honra de Bento XVI, ainda que não se espera sua presença.

Ao lugar, por seu onomástico, chegaram e continuam chegando presentes para o Papa, por exemplo do Valle de Aosta -- por parte do prefeito Osvaldo Nodin --, seu anfitrião nos dois verões anteriores.

Estes dias, «pelo que se sabe, [o Papa] passa muito tempo em seu apartamento, onde está também o piano, assim que é previsível que dedique tempo a tocá-lo, como costuma fazer para relaxar, reza muito... -- acrescenta Mazza na emissora pontifícia. São verdadeiramente dias de descanso e, por outro lado, ele precisa disso».