Agradecer a Deus seus dons implica compartilhá-los, explica João Paulo II

Por ocasião das jornadas de ação de graças celebradas no hemisfério norte

| 448 visitas

CIDADE DO VATICANO, domingo, 14 de novembro de 2004 (ZENIT.org).- João Paulo II convidou este domingo a dar graças a Deus pelos frutos da natureza e a compartilhá-los com os necessitados com motivo do Dia de Ação de Graças que em torno a estes dias é celebrado no hemisfério boreal.



O Santo Padre, falando da janela de seu escritório em discreta forma física, dirigiu em particular sua saudação aos agricultores que concluíram a colheita e a todas as pessoas cuja atividade trabalhista gira em torno à agricultura.

Na Itália, este domingo, celebrava-se o Dia de Ação de Graças a Deus pelos frutos da terra recolhidos durante o ano. Segundo recordou o Santo Padre, os festejos centrais aconteceram em Gênova, «capital européia da cultura» neste ano.

«Para nós, os cristãos, a ação de graças se expressa plenamente na Eucaristia», esclareceu o bispo de Roma dirigindo-se aos milhares de peregrinos congregados na praça de São Pedro, no Vaticano, apesar do vento e da chuva.

«Em toda santa missa, bendizemos ao Senhor, Deus do universo, apresentando-lhe o pão e o vinho, frutos “da terra e do trabalho dos homens” --acrescentou--. Cristo uniu sua oblação de sacrifício a estes simples alimentos. Unidos a Ele, os fiéis estão chamados a oferecer a Deus sua existência no trabalho cotidiano».

O pontífice concluiu convidando a «dar graças ao Senhor por tudo o que a natureza e o cansaço humano produzem para nosso sustento» e a «compartilhar nossos recursos com os necessitados».