«Ajuda à Igreja que Sofre» eleva a 152 línguas a tradução da «Bíblia da Criança»

Superam-se os 43 milhões de exemplares

| 445 visitas

KÖNIGSTEIN, sexta-feira, 28 de janeiro de 2005 (ZENIT.org).- A Bíblia da Criança «Deus fala a seus filhos», um volume de alcance mundial que representa o maior projeto de «Ajuda à Igreja que Sofre» (AIS), terá sido traduzida a 152 línguas este ano, e o número de exemplares impressos se aproximará aos 43,5 milhões.



É a previsão dos responsáveis por este organismo dependente da Santa Sé, segundo informou a Zenit.

Já no início do ano, foram superados os 42 milhões de exemplares. A cifra aumentará com a tradução de 5 novas línguas faladas em Filipinas, República Democrática do Congo, Nigéria e Brasil. Com a iniciativa, a Bíblia da Criança alcançará sua tradução a 152 línguas no total.

A primeira edição da Bíblia da Criança foi lançada em 1979, Ano Internacional da Criança, e se converteu em um dos grandes frutos da III Conferência Geral do Episcopado Latino-Americano, celebrada em Puebla aquele ano.

O fundador de AIS, o padre Werenfried van Straaten (1913-2003), assumiu o compromisso de aproximar a Palavra de Deus dos menores do continente e assinalou, ao pôr em andamento esta campanha, que «as crianças necessitam de algo como a Bíblia da Criança para que a imagem de Jesus tome vida em seus corações».

Desde então, o projeto começou a crescer e a expandir-se, convertendo-se em uma das principais iniciativas pastorais da obra de Direito Pontifício fundada em 1947, explicam seus promotores.

O número de línguas em que se publica a Bíblia da Criança expressa o compromisso de AIS com a inculturação da fé cristã.

Mas além do impulso à evangelização que representa, o volume permitiu o desenvolvimento da educação e da cultura dos povos, já que muitas das pequenas comunidades que mantêm com vida uma infinidade de línguas no mundo carecem de documentos escritos nos quais possam ler seus idiomas, reconhece AIS.