«Ajudem o povo cubano a ver o futuro com a esperança que só se encontra em Cristo»

Pedido do cardeal Tarcisio Bertone às Carmelitas Descalças de Cuba

| 719 visitas

Por José Caetano

 

HAVANA, sexta-feira, 22 de fevereiro de 2007 (ZENIT.org).- «Ajudem o povo cubano a ver o futuro com a esperança que só se encontra em Cristo». Esse foi o pedido que fez em sua visita a Cuba o secretário de Estado do Vaticano, cardeal Tarcisio Bertone, na homilia da missa que celebrou pela manhã no mosteiro de Santa Teresa das Carmelitas Descalças de Havana.

Ao celebrar a missa da festa da Cátedra de São Pedro o purpurado lembrou que a «confissão do Pescador da Galiléia» e a resposta de Cristo «ressoam ainda hoje, com particular ênfase, em nossos corações e nos convidam a nos unir, a partir destas terras cubanas, ao Sucessor de Pedro, com essa íntima proximidade de quem está muito inserido no ‘coração da Igreja’», em referência ao carisma das carmelitas.

«O exemplo de Pedro, seu encontro pessoal com Jesus Cristo, sua firmeza na fé e seus ensinamentos devem ser estímulo para renovar o entusiasmo em viver segundo os critérios do Reino de Deus e dar testemunho do amor ao Evangelho», continuou o cardeal.

«Com efeito, a Igreja e o mundo esperam seu íntimo acompanhamento, com sua oração incessante, nos grandes e pequenos acontecimentos, tanto da Igreja universal como da sociedade concreta na qual vivem», lembrou o secretário de Estado do Papa às monjas carmelitas, conclamando-as a transformarem seu claustro em «santuários onde, cum Petro et sub Petro, se viva em plenitude o mistério da Igreja, esposa de Cristo, com as peculiaridades de seus próprios carismas, e se expresse um testemunho de imolação e de unidade».

«Alento-as a viverem santamente sua vocação, para serem exemplo, modelo e inspiração para todos os cubanos, ajudando-os em todo momento a dar vigor a seu profundo espírito religioso, ao mesmo tempo que os acompanham em suas aspirações, alegrias e sofrimentos» – continuou o purpurado.

Antes de terminar sua homilia, o cardeal Bertone ainda deixou um pedido de que as monjas carmelitas «comprometam-se cada dia a amar mais e a dar testemunho, com gozo e esperança, a partir do silêncio da vida cotidiana, da beleza de Deus, que tudo pode e tudo transforma».

O secretário de Estado do Vaticano encontra-se em uma visita a Cuba que se iniciou no dia 20 de fevereiro, com seis dias de intensas atividades, para comemorar o décimo aniversário da histórica visita que João Paulo II fez à ilha há dez anos. Sua visita, coincidentemente, deu-se no momento em que Fidel Castro renunciou ao governo do país.

A homilia pode ser lida na íntegra, em espanhol, no site de Zenit em espanhol.