Além do Brasil, o papa não fará outras viagens ao exterior em 2013

Anúncio é do pe. Federico Lombardi: "Única outra viagem provável de Bergoglio será dentro da Itália, para Assis". Em paralelo, nos primeiros dias de maio, Bento XVI voltará ao Vaticano

Cidade do Vaticano, (Zenit.org) Redacao | 502 visitas

Excetuando a vinda ao Brasil, não haverá outras viagens do papa Francisco ao exterior em 2013. O anúncio foi feito nesta quarta-feira, 24 abril, pelo porta-voz do Vaticano, pe. Federico Lombardi, em encontro na sede da Imprensa Estrangeira em Roma.

"Não esperem mais viagens ao exterior este ano", disse Lombardi, especificando que o Rio de Janeiro será o único destino internacional do Santo Padre em 2013, por ocasião da 28ª Jornada Mundial da Juventude. Embora ainda não confirmada, a única outra possível viagem papal será dentro da Itália, para Assis.

Conforme a Rádio Vaticano, o responsável pelas viagens internacionais do papa, Alberto Gasbarri, visitou há poucos dias o Rio de Janeiro para definir os detalhes da visita de Francisco. "O programa seguirá a sensibilidade do pontífice", disse ele. A presença do Santo Padre permanece confirmada nos eventos já estabelecidos: a cerimônia de boas-vindas, a Via Sacra, a Vigília e a Missa de encerramento da Jornada Mundial da Juventude, no domingo 28 de julho, no Campus Fidei, em Guaratiba.

Lombardi também informou aos jornalistas que é provável a publicação da primeira encíclica do papa Francisco ainda este ano. O diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé notou, a este respeito, que Bento XVI já tinha preparado o material sobre o tema da fé.

Quanto ao papa emérito, o porta-voz afirmou que Bento XVI, que atualmente está residindo no Palácio Apostólico de Castel Gandolfo, deverá transferir-se para o mosteiro vaticano Mater Ecclesiae entre o final de abril e o começo de maio, conforme previsto.

O papa Bergoglio, por sua vez, continuará a residir na Domus Sanctae Marthae, onde, ressaltou Lombardi, "ele está muito bem. O papa não parece querer mudar de alojamento, embora isto não seja uma decisão definitiva".