Aparecida: 150 mil pessoas conectadas com Roma na vigília mariana

Entrevista com o reitor do santuário: a consagração ao Coração Imaculado de Maria cai justamente no feriado de 12 de outubro

Roma, (Zenit.org) Sergio Mora | 584 visitas

Neste domingo, o papa Francisco consagrará o mundo ao Coração Imaculado de Maria diante da imagem de Nossa Senhora de Fátima. Neste sábado, na vigília “Com Maria, além da noite”, dez santuários marianos de todo o mundo estarão conectados entre si, entre eles o de Nossa Senhora Aparecida, justamente no fim de semana de comemorações da Padroeira do Brasil.

ZENIT conversou com o reitor do santuário, o pe. Domingos Sávio da Silva, que abordou interessantes particulares, como o profundo impacto da visita do papa Francisco.

“Este é um grande evento mundial, que coincide com a festa de Nossa Senhora Aparecida. Neste sábado, nós vamos ter uma participação mundial na festa do nosso santuário!”, comemora o pe. Domingos Sávio, completando: “Nós estamos nos preparando com muita alegria, para entrar em conexão ao vivo com o santuário do Divino Amor, em Roma, e com os outros nove santuários do mundo todo. E estamos felizes porque, graças a esses meios de comunicação, podemos levar a mensagem de Jesus para o mundo [...] Estamos vivendo essa experiência com uma grande expectativa”, ressaltou o reitor, que espera cerca de 150 mil peregrinos neste dia 12.

A programação no santuário de Nossa Senhora Aparecida é intensa: o sábado começa com uma vigília de oração, da meia-noite até as cinco da manhã, horário em que a primeira missa é celebrada. Às 7h, acontece a missa das crianças, já que o dia 12 de outubro, no Brasil, também é o dia delas. E às 9h reza-se a missa solene, transmitida ao vivo por vários meios de comunicação.

“Temos também a consagração a Nossa Senhora e, por volta das duas horas da tarde [horário de Brasília], entramos em conexão com Roma para rezar o terço, escutar a mensagem mariana do papa Francisco e seguir toda a programação que a diocese de Roma preparou e da qual nós vamos participar”.

Encerrada a conexão com o resto do mundo, “faremos uma procissão solene, que passará pelas ruas da cidade, e terminaremos o dia com fogos de artifício e um show de artistas, para que o povo viva o lado festivo e social da padroeira do Brasil [...] Também celebraremos uma missa às 21 horas, que é transmitida pela televisão e que é o último ato oficial”.

“Todos os dias, nós fazemos a consagração ao Coração Imaculado de Maria, mas neste dia 12 ela vai ser muito mais solene”, explica o padre Sávio, interrogado sobre o que significa esta consagração. “É essa vontade e carinho que nós temos de nos entregar a Nossa Senhora, para que ela mova o nosso coração para Ele, para que Jesus e o evangelho sejam acolhidos, assim como a proposta divina e humana que Deus tem para toda a humanidade. Eu vejo dessa forma e é isso o que o povo procura. O nosso santuário é um lugar de reconciliação e o povo já está procurando Nossa Senhora para modelar o coração como o dela e o de Deus”.

Sobre a visita do santo padre, o reitor recordou: "Apesar de que o papa Francisco passou rápido por aqui, ele marcou profundamente, não só pelas palavras, mas porque ele se comportou como um verdadeiro peregrino. Inclusive quando ele tocou no vidro e fez o sinal da cruz diante da imagem de Maria, foram coisas que tocaram muito na mente e no coração dos brasileiros".

E concluiu: "Depois ele foi para o Rio, onde ficou durante mais tempo. E, apesar da chuva e do frio, todos ficaram encantados, mesmo os não católicos, porque ele é sincero, humano. Ele marcou muito".