Apoio a senadores argentinos que rejeitaram o “casamento” homossexual

Comunicado de Famílias Argentinas

| 910 visitas

BUENOS AIRES, quinta-feira, 8 de julho de 2010 (ZENIT.org) - A organização Famílias Argentinas, que prepara uma manifestação diante do Congresso na próxima terça-feira, elogiou “a coragem dos senadores republicanos da Comissão de Legislação Geral que votaram com a maioria, rejeitando o projeto de lei em revisão sobre a inclusão do 'casamento' formado por pessoas do mesmo sexo”.

Nessa terça-feira, o projeto de lei para modificar o Código Civil a fim de permitir esse tipo de união, com sanção dos Deputados, fracassou em sua tentativa de conseguir a aprovação da maioria na Comissão de Legislação Geral do Senado.

A iniciativa somente alcançou 6 votos dos 15 totais. O restante dos senadores firmou o voto contra o projeto e apoiou outro para impulsionar a união civil sem adoção, que agora terá prioridade na sessão de 14 de julho.

“Sabemos que, apesar das pressões recebidas, eles foram fiéis ao desejo da maioria de seus eleitores e nos comprometemos com eles e com os demais senadores que têm a mesma intenção de preservar o casamento entre homem e mulher”, destaca a associação Famílias Argentinas, em um comunicado de imprensa.