Após entregar pálio, Papa recebe arcebispos

Encontro “simples e familiar” com eles e seus familiares

| 918 visitas

CIDADE DO VATICANO, quinta-feira, 30 de junho de 2011 (ZENIT.org) – Na manhã seguinte à entrega do pálio aos arcebispos metropolitanos nomeados no último ano, Bento XVI os recebeu em audiência – na manhã de hoje – acompanhados de seus familiares e alguns fiéis das arquidioceses.

Durante este encontro “simples e familiar” na Sala Paulo VI, no Vaticano, o Papa saudou cada um dos 41 arcebispos.

O pálio é uma espécie de estola circular, tecida de lã pura, ornada de cruzes, que o Papa abençoa no dia de Santa Inês (21 de janeiro). Simboliza, por um lado, a união dos arcebispos com o bispo de Roma e, por outro, representa o cordeiro que o bom pastor leva nos ombros.

Dirigindo-se aos peregrinos de língua portuguesa, o Papa saudou “com grande afeto os Metropolitas de Angola e do Brasil que ontem receberam o pálio, insígnia litúrgica que exprime uma singular união das suas arquidioceses com a Se de Pedro”.

Ele saudou Dom Luís Maria Perez de Onraita, de Malanje, Dom José Manuel Imbamba, de Saurimo, Dom Murilo Sebastião Ramos Krieger, de São Salvador da Bahia, Dom Pedro Brito Guimarães, de Palmas, Dom Jacinto Bergmann, de Pelotas, Dom Hélio Adelar Rubert, de Santa Maria, Dom Pedro Ercilio Simão, de Passo Fundo, Dom Dimas Lara Barbosa, de Campo Grande, e Dom Sérgio da Rocha, de Brasília.

“O Senhor Jesus, que vos escolheu como Pastores do seu rebanho, vos ampare no vosso ministério quotidiano e vos torne fiéis anunciadores do Evangelho com a força do Espírito Santo”, disse-lhes o Papa.

O pontífice deu “também as boas-vindas aos familiares e amigos e aos fiéis das respectivas Igrejas particulares que vos acompanharam até Roma. Asseguro a todos vós e vossas comunidades arquidiocesanas a minha recordação diária na oração e, do íntimo do coração, concedo a Benção Apostólica”.