Apresentado documentário sobre Josemaría Escrivá

“Inspirados para amar”, do diretor argentino Juan Martín Ezratty

| 1244 visitas

ROMA, terça-feira, 20 de setembro de 2011 (ZENIT.org) – Um documentário sobre os ensinamentos do santo espanhol Josemaría Escrivá foi apresentado na última sexta-feira, na Pontifícia Universidade da Santa Cruz, em Roma.

“Inspired to Love”, do diretor argentino Juan Martín Ezratty, em 27 minutos, apresenta um mosaico de testemunhos de 22 pessoas, enquanto o fio condutor se mantém por meio das declarações de uma mãe finlandesa que acompanhou o percurso do seu filho rumo ao Opus Dei.

Congo, Finlândia, Índia, Inglaterra, Itália, Canadá e Argentina são alguns dos países nos quais o diretor de Digito Identidad busca seus personagens.

E os intercala com diversos discursos públicos de São Josemaría, que foram filmados em encontros com grupos heterogêneos na Europa e na América Latina. Nesses encontros, destaca-se a espiritualidade característica da Obra, relacionada à santificação das pessoas na vida cotidiana, por meio do trabalho e tarefas domésticas.

O novo documentário pode ser visto na internet (www.inspiradosparaamar.org / www.inspiredtolove.org) ou baixado gratuitamente por meio do site.

O autor do documentário afirmou que “o título foi inspirado no testemunho de um jovem doente da Índia durante uma difícil patologia, durante a qual percebeu que as enfermeiras o tratavam muito bem e que não o faziam por dinheiro, e que o importante na vida era estar dispostos a amar”.

“Os testemunhos se inspiram na mensagem do fundador do Opus Dei para entender os problemas relacionados ao trabalho cotidiano, à família, à doença e às minhas circunstâncias na vida cotidiana”, acrescentou.

O Opus Dei foi fundado em 1928 na Espanha. Está presente em 68 países. Em 1982, João Paulo II o erigiu como prelazia pessoal e nomeou como prelado Dom Álvaro de Portillo. Em 19 de março de 1983, oficializou-se o documento pontifício de ereção da prelazia.

Em 6 de outubro de 2002, Josemaría Escrivá de Balaguer foi canonizado na Praça de São Pedro, em Roma.