Apresentados o logotipo e a oração da Jornada Mundial da Juventude de Cracóvia

A criadora do logotipo é uma jovem polonesa de 28 anos

Roma, (Zenit.org) Redacao | 971 visitas

O cardeal Stanislaw Dziwisz, arcebispo metropolitano de Cracóvia, na Polônia, apresentou nesta quinta-feira o logotipo e a oração oficial da XXXI Jornada Mundial da Juventude, por meio da sala de imprensa da Santa Sé.

O simbolismo do logo combina três elementos: o lugar, os principais protagonistas e o tema do evento.

O logotipo da Jornada Mundial da Juventude de Cracóvia 2016 ilustra a passagem de Mateus 5,7: "Bem-aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia", escolhido como tema do encontro. A imagem é composta pelos limites geográficos da Polônia, dentro dos quais se encontra a Cruz, símbolo de Cristo e alma da JMJ.

O círculo amarelo destaca a localização de Cracóvia no mapa da Polônia e é símbolo também dos jovens. Da cruz nasce a chama da Divina Misericórdia, cujas cores recordam a imagem conhecida como “Jesus, em Ti confio”, realizada a pedido de Jesus quando de sua aparição a Santa Faustina Kowalska. As cores utilizadas no logotipo, azul, vermelho e amarelo, são as oficiais da cidade de Cracóvia e do seu escudo.

A autora do logotipo, criado depois da canonização de São João Paulo II, é Monika Rybczyńska, uma jovem de 28 anos da pequena cidade de Ostrzeszów.

Também foi divulgada a oração oficial da JMJ 2016, que pede ao Senhor pela humanidade e pelos jovens, pela graça de uma alma misericordiosa e pela intercessão da Virgem Maria e de São João Paulo II, padroeiro da JMJ.

A oração, já publicada por Zenit nesta semana, diz:

Deus, Pai misericordioso, que revelastes o Vosso amor no Vosso Filho Jesus Cristo e o derramastes sobre nós no Espírito Santo Consolador, confiamos a Vós, hoje, o destino do mundo e de cada homem. (*)

Pai Celestial, concedei que possamos dar testemunho de Vossa misericórdia. Ensinai-nos a transmitir a fé aos que estão em dúvida, a esperança aos que estão desanimados, o amor aos que se sentem indiferentes, o perdão aos que erraram e a alegria aos que estão descontentes. Permiti que a centelha do Vosso amor misericordioso, acesa em nós, torne-se fogo que transforma corações e renova a face da terra.

Maria, Mãe de misericórdia, rogai por nós. São João Paulo II, rogai por nós.

(*) Da homilia do Santo Padre João Paulo II no Santuário da Misericórdia Divina, Lagiewniki, sábado, 17 de agosto de 2002.