Arcebispo de Aparecida destaca necessidade de entrega ao ministério sacerdotal

D. Raymundo Damasceno rezou pelas vocações com seminaristas e formadores

| 2095 visitas

SÃO PAULO, quinta-feira, 20 de agosto de 2009 (ZENIT.org).- O arcebispo de Aparecida, Dom Raymundo Damasceno Assis, pediu que os padres procurem cada vez mais, “a exemplo do Cristo Bom Pastor, ser dedicados ao seu povo, entregando-se de corpo e alma ao seu ministério sacerdotal”.

Dom Damasceno, que é presidente do CELAM (Conselho Episcopal Latino-Americano), concedeu declarações no contexto da visita ao Noviciado dos Legionários de Cristo, em Arujá, São Paulo, no dia 3 de agosto.

Ao lado do arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani João Tempesta, Dom Damasceno celebrou à missa com seminaristas e formadores, no contexto da festividade de São João Maria Vianney.

A celebração da memória do Santo Cura D’Ars, segundo o presidente do CELAM, foi oportunidade de “rezar de modo muito particular por todos os presbíteros, pedindo para que cada um fique fiel a sua vocação”.

Dom Damasceno lembrou que se pediu na Eucaristia “para que Deus nos envie muitas vocações sacerdotais, para que tenhamos cada vez mais um número adequado de presbíteros que sejam santos, qualificados, para tornar realidade a nova evangelização no mundo de hoje”.

O diretor territorial dos Legionários de Cristo no Brasil, Pe. Manuel Aromir, LC, afirmou que a visita dos dois arcebispos foi “uma graça muito especial”. Segundo o sacerdote, os seminaristas  “aprendem com os modelos que os senhores bispos trazem para eles”.

A memória do Cura D’Ars, segundo Pe. Aromir, recorda aos sacerdotes “essa paixão com que temos de viver a nossa vocação e não ter medo, ir para frente e seguir alicerçando a salvação da humanidade, da qual somos mensageiros”.