Arcebispo Peter Sartain de Seattle elogia Conferência das Mulheres Religiosas

Compromisso em abordar questões levantadas na avaliação doutrinal

| 847 visitas

ST. LOUIS, terça-feira, 13 de agosto de 2012 (ZENIT.org) - O arcebispo de Seatle emitiu uma declaração coincidindo com a conclusão da Assembléia da Liderança da Conferncia das Mulheres Religiosas ( Leadershisp Conference of Women Religious – LCWR) . O arcebispo foi encarregado pela Santa Sé, de acompanhar o processo de revisão doutrinal publicado pela Congregação para Doutrina da fé (CDF) – “Avaliação Doutrinária da Conferência de Liderança das Mulheres Religiosas”. O relatório pede uma reforma no âmbito da Liderança da Conferência.

A Assembléia Anual concluída na última sexta-feira contou com a participação de 900 delegadas representando 80% das mulheres religiosas dos Estados Unidos. Durante a conferência as delegadas da LCWR discutiram também as respostas ao relatório emitido pela CDF em abril.

Em sua declaração, o arcebispo Sartain exprimiu orgulho pelo continuo contributo da LCWR aos Estados Unidos.

Arcebispo Sartain, em seu comunicado, elogiou a contribuição duradoura e o trabalho contínuo das mulheres religiosas nos Estados Unidos, por isso, ele diz, “merecem o nosso respeito, apoio, agradecimento e orações”.

“Como associação de religiosas, a LCWR constitui um dom único para os seus membros e para a Igreja. Esta unicidade consiste na sua sensibilidade em relação aos que sofrem, seja na América Latina ou em qualquer cidade, em relação à vida das crianças abortadas, ao tráfico humano”, escreve.

O prelado americano assegurou seu compromisso em abordar as questões levantadas na avaliação doutrinal da CDF “num clima de oração e dialogo respeitoso”.

“Devemos também trabalhar no sentido de esclarecer toda e qualquer incompreensão e permaneço verdadeiramente esperançoso de que trabalharemos juntos sem comprometer o ensinamento da Igreja ou o importante papel da LCWR. Olho com confiança para os nossos contínuos debates na medida em que se trata duma colaboração na promoção da vida consagrada nos Estados Unidos”, declara o arcebispo.

De acordo com a Rádio Vaticana, a irmã franciscana Pat Farrell, presidente em transição da LCWR disse que a organização iria dialogar com o arcebispo Sartain, "a partir de uma postura de profunda oração que valoriza o respeito mútuo, a escuta atenta e o diálogo aberto". O arcebispo era esperado para a reunião da organização em 11 de agosto.

Durante a assembléia, os membros aprovaram uma resolução instando o Congresso sobre o Dream Act e a abrangente reforma da imigração, que inclui a reunificação das famílias e um caminho à cidadania para os imigrantes sem documentos que vivem nos Estados Unidos. Elas também aprovaram uma segunda resolução em que se comprometem a trabalhar para a abolição do tráfico de seres humanos, chamando-o de uma forma de escravidão moderna.

(Trad.:MEM)