Arcebispo: Redefinição de Casamento no Havaí mostra a necessidade de reconstruir a cultura da família

15 º Estado a aprovar casamento entre pessoas do mesmo sexo

Washington, (Zenit.org) | 486 visitas

O Arcebispo Salvatore Cordileone de San Francisco, presidente da Subcomissão Episcopal dos Estados Unidos para a Promoção e Defesa do Casamento, respondeu hoje ao projeto de lei aprovado pelo Legislativo havaiano e assinado pelo governador que redefine o casamento.

"A decisão no Havaí é decepcionante e mostra a necessidade de reconstruir a cultura da família em nosso país", disse o arcebispo Cordileone. "Mudar o significado do casamento na lei não promove o bem comum nem protege os direitos autênticos”.

"Quando nos referimos à família", disse o arcebispo, "Papa Francisco coloca desta forma: a família fundada no matrimônio, entendido como união estável de um homem e uma mulher". O ponto central do casamento com estatuto único na lei é o de promover o direito das criança de ter um pai e uma mãe. Apenas um casamento entre um homem e uma mulher pode proporcionar isso. A questão que devemos colocar é: Como podemos honestamente justificar uma lei que, em princípio, nega às crianças esse direito?"

O Arcebispo Cordileone acrescentou: "Minhas orações às muitas pessoas que ajudaram a defender o casamento no Havaí em espírito de caridade e de verdade, e ao fazê-lo, ajudaram a defender a cultura da família. Seus esforços não foram em vão, e o testemunho de vocês continuará a dar frutos”. 

(Trad.:MEM)