Argentina: contra problemas sociais, reconhecer Deus e valores

Apelo dos bispos às vésperas do Natal

| 1501 visitas

BUENOS AIRES, quinta-feira, 16 de dezembro de 2010 (ZENIT.org) – Reconhecer Deus é a garantia e a base da sociedade; já os valores morais são o fundamento da convivência social.

Os bispos da Argentina divulgaram uma mensagem nesse teor, com ocasião das festas de Natal.

Os prelados advertem da persistência no país da pobreza e da iniquidade, da dificuldade para o diálogo, da violência e da agressão e desapreço pelos migrantes.

“Esta situação – advertem – presta-se a diversas manipulações que ferem profundamente a dignidade humana e trazem ainda mais injustiça.”

Os prelados constataram o drama da falta de moradia digna, assim como a situação de comunidades aborígenes e camponesas que são retiradas de seus lugares de trabalho e subsistência e terminam engrossando a pobreza nas grandes cidades.

Como resposta, eles indicam que “o reconhecimento de Deus, como fizeram nossos constituintes, é a garantia e a base sobre a qual se constrói nossa sociedade; a invocação de Deus como Pai nos ajuda a nos respeitar e amar como irmãos”.

Os bispos também convidaram a reafirmar “o direito primário à vida, como a integridade física e moral de toda pessoa”.

“Trabalhemos pela dignidade humana, para erradicar a pobreza e promover o desenvolvimento integral”, pediram.

Em sua mensagem, os bispos reiteraram que “só o diálogo sincero é o caminho que nos afasta do enfrentamento e da violência”.

Os bispos referiram-se ao Natal como um “tempo de paz e esperança para nosso povo” e quiseram recordar que “Deus, em Jesus de Nazaré, fez-se um de nós e elegeu o caminho da pequenez e da pobreza”.

A mensagem conclui com um convite para que “no Natal do Bicentenário rezemos ao Menino Jesus que nasceu em uma família pobre e sem lugar entre as casas de Belém”.