Arquidiocese de Belém realiza cerimônia de abertura do Círio 2012

A novidade na cerimônia neste ano foi a inauguração do espaço Memória de Nazaré, museu que irá abrigar a história da festividade mariana.

| 939 visitas

Por Alan de Jesus

BELÉM DO PARÁ, quinta-feira, 11 de outubro de 2012 (ZENIT.org) - O silêncio na Basílica Santuário de Nazaré na noite da última terça-feira, 9, expressava o clima de oração em preparação para o início de uma das maiores manifestações católicas do mundo, o Círio de Nazaré, que será realizado no próximo domingo, 14. Cabeça baixa, mãos unidas e ajoelhado no genuflexório, o Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira Corrêa, fez suas orações a Deus. “Declaro aberta a Festa do Círio de Nossa Nazaré 2012”, anunciou o prelado, às 19 horas, após o momento reflexivo. A programação de abertura do Círio deste ano contou com a inauguração das luzes do templo dedicado a “Rainha da Amazônia”, dos Arcos de Nazaré e do memorial do Círio, além da premiação dos vencedores do XVIII Concurso de Redação do Círio.

A cerimônia começou com a homenagem feita pelas crianças do projeto Vale Música, que com canções marianas emocionaram os que, ansiosos, aguardavam a inauguração das luzes da Basílica. A iluminação foi acesa pelo Arcebispo de Belém, Dom Alberto, pelo Bispo Auxiliar, Dom Teodoro Mendes, pelo Arcebispo Emérito, Dom Vicente Zico e pelo Governador do Estado do Pará, Simão Jatene. Na ocasião, Arcos de Nazaré também foram iluminados, marcando a área da Basílica Santuário e de sua praça, locais de devoção mariana. “O Círio não se assiste, vivencia-se”, disse o Governador do Estado do Pará, Simão Jatene durante a cerimônia.

MEMORIAL DO CÍRIO

A novidade na cerimônia neste ano foi a inauguração do espaço “Memória de Nazaré”, museu que irá abrigar a história da festividade mariana. O governador do Estado, o Arcebispo Metropolitano, Dom Alberto, Bispo Auxiliar, Dom Teodoro Mendes e o Arcebispo Emérito, Dom Vicente Zico descerraram a placa de inauguração do espaço, que neste primeiro momento abrigará a exposição de símbolos do Círio.

O acervo reúne objetos feitos em cera e miriti, mantos e cartazes de edições anteriores, fotos, depoimentos de devotos e outros. No espaço também está exposta a redação que venceu o tradicional Concurso de Redação do Círio.

Segundo o Diretor Coordenador da festividade, Kléber Vieira, o museu tem a proposta de resguardar a história do Círio. “Este espaço irá proporcionar à comunidade católica, aos turistas, promesseiros, devotos e todos que o visitarem a oportunidade de conhecer um pouco dessa manifestação de fé que é o Círio”, explica.           

CONCURSO DE REDAÇÃO

A vencedora do XVIII Concurso de Redação do Círio é a estudante do 3º ano do da Escola Estadual de Ensino Médio Visconde de Souza Franco, Sarah Luiza Carvalho Brandão. A estudante recebeu seu prêmio, um micro computador, ontem, 10, após a inauguração do espaço: “Memória de Nazaré”.

“Sou muito devota de Nossa Senhora de Nazaré. Tenho certeza que minha fé ajudou a expressar com palavras o que eu sinto”, revelou a estudante.

A prova foi realizada na manhã do dia 23 de setembro, no Centro Social de Nazaré. As redações foram corrigidas por uma banca formada por professores de Língua Portuguesa que atuam em instituições de nível superior e têm experiência na correção de redações para concursos