Arquidiocese de Olinda e Recife fará parte do comitê nacional do Programa Água para Todos

Participação da sociedade civil capitaneada pela Igreja

Recife, (Zenit.org) | 328 visitas

O arcebispo de Olinda e Recife, dom Fernando Saburido, recebeu na manhã desta segunda-feira, 8, a visita do ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho. O representante do Governo Federal solicitou ao religioso a indicação de pessoas que possam integrar o comitê nacional do Programa Água para Todos, que tem como objetivo discutir as políticas públicas para o Semiárido Brasileiro.

O comitê funciona com representações dos ministérios da Integração Nacional, Saúde, Meio Ambiente e Desenvolvimento Agrário, além do Banco do Brasil. A partir de agora terá também a participação da sociedade civil capitaneada pela Igreja. "Estamos dispostos a incorporar todo o esforço feito pelos grupos que são coordenados pelo senhor dom Fernando. Inclusive podemos pensar em descentralizar as reuniões, que hoje acontecem em Brasília, para que possamos mobilizar todo mundo", afirmou o ministro Bezerra Coelho.

O arcebispo recebeu o convite com alegria e esperança. "Agora vamos nomear três ou quatro pessoas para que possam discutir em âmbito nacional ações concretas para o combate à seca e para a garantia de convivência com todos os outros desafios do Semiárido Brasileiro. Isso nos dá mais certeza de que estamos caminhando para resolver problemas complexos e históricos que exigem a participação de todos", comemorou dom Saburido.

A reunião foi acompanhada pelo presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil Regional Nordeste 2 (CNBB NE2), dom Genival Saraiva; pelo secretário regional da Cáritas NE2, padre Jandeílson Alencar; além do presidente da Federação dos  Trabalhadores na Agricultura de Pernambuco (Fetape), Doriel Barros, e do secretário de Agricultura Familiar de Pernambuco, Aldo Santos.Todos cobraram do ministro ações estruturadoras que minimizem os efeitos da estiagem que já entrou para o segundo ano e é considerada a pior dos últimos 50 anos.

"Se tivéssemos a água da Transposição do São Francisco correndo nos canais não estaríamos passando por essa situação tão difícil. A promessa é de que essa obra seja concluída em 2015, juntamente, com outras importantes ações hídricas. Até lá, vamos cobrando as ações emergenciais e contribuindo para que dinheiro do povo chegue ao povo que mais precisa", declarou dom Genival Saraiva.

"Todo comitê deve contar com a presença da sociedade civil. Felizmente, vamos poder enfim participar do Água para Todos. É sem dúvidas uma conquista importante que vamos aproveitar para trabalhar na garantia de ações estruturantes para o Semiárido", disse Doriel Barros.

O ministro Fernando Bezerra Coelho acolheu as críticas e sugestões e detalhou o cronograma de obras e ações que o Governo Federal e os governos estaduais estão tomando para garantir a segurança hídrica no Semiárido. "As cobranças são importantes e bem-vindas. Admitimos que a situação não é fácil, mas ela não apaga as ações e os investimentos que o Governo vem fazendo nos últimos dez anos. Mas temos muito que avançar, e por isso, contamos com vocês", disse.

Fonte: Pascom Recife