Árvore de natal do Vaticano será reciclada para crianças

Curiosidades da árvore de natal da Praça de São Pedro

| 1214 visitas

CIDADE DO VATICANO, quarta-feira, 10 de dezembro de 2008 (ZENIT.org).- A árvore de Natal que está sendo decorada na praça de São Pedro no Vaticano servirá este ano para ser reciclada em objetos de madeira escolares que, também, serão decorados pelas próprias crianças.

O projeto prevê reciclar a madeira em móveis de jardim e conjuntos para as escolas, como bancos e assentos, que serão decorados por crianças italianas.

De acordo com notícia publicada no dia 7 de dezembro noL'Osservatore Romano, diário da Santa Sé, trata-se de uma iniciativa inspirada na consciência de que a madeira é uma riqueza que «não deve ser desperdiçada, e mais, deve-se voltar a utilizar para o próprio benefício e o das novas gerações do planeta». 

Desde 1982, a cada ano, um país europeu diferente doa ao Papa a árvore de Natal que adorna a praça de São Pedro. Este ano provém da zona de Gutenstein, no vale de Piesting, na Áustria. É a oitava vez que a Áustria oferece este presente e a segunda no pontificado de Bento XVI. 

A árvore chegou a São Pedro em 5 de dezembro passado. Já se encontra ao lado do obelisco central onde atualmente está sendo decorada com 2 mil bolas coloridas e 1.500 lâmpadas.

Os encarregados de adorná-la são membros dos serviços técnicos do Governo do Estado da Cidade do Vaticano, em particular os membros do serviço elétrico.

A inauguração se realizará no próximo sábado, 13 de dezembro com a presença do cardeal Giovanni Lajolo, presidente do Governo do Estado Vaticano.

Participará da cerimônia um grupo de aproximadamente 800 peregrinos austríacos, acompanhados pelo chefe de governo da Baixa Áustria, Erwin Proll, e do bispo de Sankt Polten, Dom Klaus Kung.

O prelado explicou que a árvore, quando ainda não está decorada, «simboliza a humanidade privada de seu Salvador, que não recebeu ainda a luz da fé e a graça da libertação do mal».

No Natal, o mundo acolhe o Verbo de Deus, «a luz nas luzes que decoram a arvore: ilumina nosso caminho interior para Belém».

«Por este motivo nos enche de alegria, nos dá consolo e esperança, e nos diz, depois de dois mil anos: este menino, o Filho de Deus, nasceu para ti».

«Uma árvore de Natal resplandecente pode restituir o sentido espiritual da profundidade do mistério do Natal a quem o perdeu», conclui o bispo.