As celebrações litúrgicas revelam a compreensão e o jeito de ser Igreja

Semana Nacional de liturgia celebra 50 anos da Sacrosanctum Concilium

Brasília, (Zenit.org) | 496 visitas

As celebrações litúrgicas revelam a compreensão e o jeito de ser Igreja. Com este pressuposto, a Comissão Episcopal Pastoral para a Liturgia da CNBB promove a 27ª Semana Nacional de Liturgia, de 14 a 18 de outubro, em São Paulo. O evento celebra os 50 anos da publicação da constituição Sacrosanctum Concilium, do Concílio Vaticano II.

“Nosso objetivo será reavivar a consciência da profunda relação que há entre a liturgia renovada pelo Concílio e a Igreja, Povo de Deus, ouvinte da Palavra, aberta ao diálogo e ao serviço do Reino no mundo”, explica o assessor da Comissão, frei Faustino Paludo. As outras constituições conciliares também deverão ser estudadas no evento, inclusive o decreto Unitatis Redintegratio, sobre o ecumenismo.

Paludo explica que a reflexão a ser feita na Semana Nacional retoma a proposta de uma liturgia que seja, de fato, fonte e cume da vida da Igreja. A pauta do evento inclui uma retomada histórica sobre as adaptações feitas do Concílio para a realidade brasileira, bem como do movimento de renovação litúrgica. O bispo auxiliar de São Paulo, dom Edmar Peron, estará presente no evento e tratará da relação entre a liturgia e a Palavra de Deus.

A maior participação dos leigos na liturgia é a expressão de um novo jeito de ser Igreja. “O povo gosta de cantar, de participar, e algo que é novo e que temos que reconhecer no Brasil: o povo gosta de celebrar com a inteireza do seu ser, do seu corpo, dos seus gestos, não apenas com seu espírito”, afirma frei Faustino. Para ele, tal participação é a concretização de uma dimensão teológica do mistério eucarístico. “A Páscoa de Jesus Cristo, lida, refletida, resgatada, no cotidiano do nosso Povo. Por isso, o novo jeito de celebrar, que o Concílio sugere, é sobretudo, fazendo memórias celebrativas da Páscoa, e da páscoa que ocorre no cotidiano da vida das pessoas”.

A 27ª Semana Nacional de Liturgia é realizada em parceria com o Centro de Liturgia Dom Clemente Isnard, a Rede Celebra e o Centro Universitário Salesiano de São Paulo.