Associação Portuguesa de Famílias Numerosas quer instituir Dia dos Irmãos

Idealizadores pretendem celebrar ocasião em todo dia 31 de maio

Brasília, (Zenit.org) Lilian da Paz | 315 visitas

A Associação Portuguesa de Famílias Numerosas (AFNP), organismo representante da Confederação Europeia de Famílias Numerosas (Elfac), quer instituir o Dia dos Irmãos, a ser celebrado mundialmente em todo dia  31 de maio.

Segundo Ana Cid Gonçalves, secretária geral da Associação, a criação do Dia dos Irmãos “é importante para chamar atenção aos vínculos familiares de longa duração, que comportam uma carga ímpar de afetividade, memórias, partilha, tolerância. (...) Os irmãos são a relação mais longa da vida e pensamos que não se valoriza socialmente esse vínculo”.

A ideia desta celebração também provém de Fernando Ribeiro e Castro, fundador falecido e presidente da APFN e da Elfac. Em uma oportunidade, Fernando disse: “Se queres ver uma criança feliz, dá-lhe um irmão. Se queres ver uma criança muito feliz, dá-lhe muitos irmãos”.

Esta frase vem ao encontro de uma dura realidade que assola Portugal. Desde 1982, o país vem sofrendo com o baixíssimo índice de fecundidade, que está abaixo dos níveis de reposição populacional. A isto se junta a imigração de jovens em idade fértil para outros países na busca por emprego. Com a crise econômica na Europa, a situação tem se agravado, gerando insustentabilidade econômica e social.

A escolha para celebração do Dia dos Irmãos em maio se deve às comemorações já estabelecidas neste mês, como o Dia das Mães (1º domingo de maio, em Portugal) e o Dia Internacional da Família (em 15 de maio, instituído pela Organização das Nações Unidas em 1992). O dia 31 de maio foi escolhido também por preceder o Dia Internacional da Criança, festejado sempre em 1º de junho.  

Para a instituição do Dia dos Irmãos, a Associação entrou com uma petição na Assembleia da República portuguesa e das instituições comunitárias. Acesse aqui o link e assine a petição.  

Para mais informações: www.diadosirmaos.org

APFN

A Associação Portuguesa de Famílias Numerosas foi criada em 22 de abril de 1999 e é composta por casais com três ou mais filhos. Eles acreditam nos valores da família, assim como promoção e direito à vida desde o momento da concepção até à morte natural. A missão destes casais se resume em apoiar as famílias numerosas no país, promovendo ações de solidariedade para casais com grande número de filhos, desenvolvendo, desta maneira, valores culturais e sociais de promoção familiar.

Elfac

A Confederação Europeia de Famílias Numerosas foi criada em 2004, reunindo as famílias numerosas de associações europeias. Atualmente a Confederação abrange mais de 50 milhões de cidadãos europeus que pertencem a quase 9 milhões de famílias numerosas.

Os objetivos da Confederação abarcam os interesses sociais e econômicos de famílias com crianças e de famílias numerosas, promovendo o ambiente familiar como o mais adequado para a educação dos filhos. Esta educação integra-os à sociedade e fornece apoio e solidariedade entre as gerações, além de desenvolver a unidade do movimento de organizações familiares grandes.