Atacada uma igreja copta-ortodoxa no Cairo

Um morto e dois feridos durante o tiroteio

Roma, (Zenit.org) Redacao | 314 visitas

Um morto e dois feridos: este foi o triste saldo de um ataque perpetrado por um grupo de homens armados, ontem à tarde, contra a igreja copta-ortodoxa da Virgem Maria, em Gizé, no Cairo. As vítimas eram policiais que responderam aos disparos.

Os moradores conseguiram deter o carro dos agressores. Um deles foi entregue imediatamente às autoridades. O cúmplice foi preso algumas horas mais tarde. Segundo a agência de notícias Asia News, os dois homens detidos são ativos no panorama extremista islâmico.

Em sua mensagem de condolências à família do policial assassinado, o patriarca copta ortodoxo Tawadros II condenou duramente o ataque. O pe. Jerome Samir, da diocese do distrito, afirmou à agência MCN que nos próximos dias aumentarão as medidas de segurança inclusive nas igrejas menores, devido à ação, na região, de várias milícias armadas que "querem destruir a paz".

Todavia, continua a onda de violência que atingiu o Egito depois da expulsão dos Irmãos muçulmanos do governo logo após a grande manifestação do 30 de junho passado que viu cerca de 30 milhões de pessoas descerem às ruas. Sempre ontem, alguns homens armados mataram além do mais o general Mohamed Said, alto funcionário do ministério dos assuntos interiores do egito. O homicídio – informa a Radio Vaticana – acontece poucas horas antes do processo contra o ex presidente e líder islâmico Mohamed Morsi, acontecido no Cairo e faltando um dia do sinal verde do Conselho supremo do exército (Scaf), que deu o placet ao general al-Sisi, ministro da Defesa, para uma sua candidatura como futuro presidente.