Ativistas pedem que o papa chame a atenção do mundo para a Coreia do Norte

Grupos enfatizam violações graves e generalizadas dos direitos humanos no país

Roma, (Zenit.org) Redacao | 323 visitas

Grupos de direitos humanos que lutam pela justiça na Coreia do Norte publicaram uma carta de boas-vindas ao papa Francisco em sua visita à Coreia do Sul e pediram que ele chame a atenção do mundo para os graves abusos que ocorrem no país vizinho.

"Não há liberdade de religião na Coreia do Norte", escrevem eles. "O único Deus na Coreia do Norte é Kim Il Sung, Kim Jong Il e Kim Jong Un. Qualquer um que não acredita neles é perseguido, sofrendo execuções públicas e condenações aos campos de prisioneiros políticos".

O papa Francisco chega a Seul nesta quinta-feira para uma visita de quatro dias à Coreia do Sul.

Reproduzimos na íntegra a carta dos grupos de defesa dos direitos humanos na Coreia do Norte.

***

Boas-vindas ao papa Francisco na Coreia

Recebemos com todo o coração o papa Francisco na Coreia do Sul.

As palavras do papa Francisco, "O papa deve servir a todas as pessoas, especialmente aos pobres, aos fracos, aos vulneráveis", bem como as suas ações, inspiraram milhões de pessoas. Os trinta mil desertores norte-coreanos que residem atualmente na Coreia do Sul também foram impactados pelo amor do papa Francisco pela humanidade e perseveram apesar dos obstáculos que enfrentam.

A tragédia com o ferry Sewol deixou a Coreia do Sul em luto nacional. Como o papa Francisco tem pedido, nós, os desertores norte-coreanos, não nos esquecemos de rezar pelas vítimas e pelas suas famílias. Derramamos lágrimas pelos estudantes falecidos.

Inevitavelmente, o desastre do ferry Sewol nos lembrou de outra tragédia que está ocorrendo hoje na Coreia do Norte.

Assim como as vítimas da tragédia do Sewol, 25 milhões de norte-coreanos são impedidos de escapar da balsa chamada Coreia do Norte e continuam presos, aguardando lentamente a morte. Os norte-coreanos presos no regime gritam pela nossa ajuda. É comum que famílias inteiras na Coreia do Norte morram de fome e não tenham liberdade para se deslocar dentro do país. Infelizmente, muitos norte-coreanos que tentaram fugir do ‘ferry da Coreia do Norte’ correm o risco da execução pública ou de viver o resto da vida em um campo de prisioneiros políticos.

Além disso, não há liberdade de religião na Coreia do Norte. As pessoas da Coreia do Norte não podem acreditar em Deus nem em Jesus Cristo. O único Deus na Coreia do Norte é Kim Il Sung, Kim Jong Il e Kim Jong Un. Qualquer um que não acredita neles é perseguido, sofrendo execuções públicas e condenações aos campos de prisioneiros políticos.

O primeiro passo para se fugir da Coreia do Norte é atravessar a fronteira com a China. Mas quando esses norte-coreanos são pegos pela polícia chinesa, o governo chinês os repatria de volta para o regime. Os desertores norte-coreanos repatriados são então condenados por traição e executados publicamente ou enviados para os campos de prisioneiros políticos. Precisamos, portanto, fazer com que o governo chinês pare de repatriar os desertores norte-coreanos.

A Comissão das Nações Unidas de Investigação dos Direitos Humanos na República Popular Democrática da Coreia fez um apelo à comunidade internacional para tomar medidas imediatas contra as violações dos direitos humanos na Coreia do Norte, afirmando: "Os crimes do regime da Coreia do Norte são tão assustadores quanto os dos nazistas". Navi Pillay, do Alto Comissariado da ONU para os Direitos Humanos, afirmou que não devemos atrasar a ação, porque as violações dos direitos humanos na Coreia do Norte são graves e generalizadas.

Nós apelamos sinceramente ao papa Francisco.

Por favor, ore pelas pessoas da Coreia do Norte, pelos desertores norte-coreanos perdidos na China e pelos duzentos mil prisioneiros dos campos de concentração de presos políticos na Coreia do Norte, para que eles fiquem livres da ditadura e da opressão, desfrutem da liberdade e vivam como seres humanos. Peça também, por favor, a atenção do planeta para os direitos humanos na Coreia do Norte, de modo que muitas pessoas no mundo se conscientizem da situação dos direitos humanos na Coreia do Norte. Por favor, mande uma mensagem forte sobre a liberdade de religião ao regime norte-coreano, para que o coração de muita gente na Coreia do Norte seja aliviado. Por fim, pedimos a sua forte oração pela reunificação da Península Coreana e pela liberdade do povo norte-coreano.

Nosso sincero agradecimento.

Atenciosamente,

Associação Cristã Norte-Coreana

Centro PEN de Escritores Norte-Coreanos no Exílio

Rádio Reforma da Coreia do Norte

Comitê para a Democratização da Coreia do Norte

Fórum da Juventude pela Democratização da Coreia do Norte

Aliança de Jovens Desertores Norte-Coreanos pelos Direitos Humanos

Frente de Libertação do Povo da Coreia do Norte

Centro de Estratégia da Coreia do Norte

Sociedade de Camaradas Sungwei

Associação pelo Sucesso da Reunificação Coreana (PSCORE)

Instituto Mundial de Estudos sobre a Coreia do Norte

Associação de Vigilância da Coreia do Norte

Intelectuais Solidários da Coreia do Norte

Rádio Coreia do Norte Livre

Guerreiros da Liberdade da Coreia do Norte

Associação Coreia do Norte Livre

Associação Coreana de Direitos Humanos dos Refugiados da Coreia do Norte

Associação dos Direitos Humanos das Mulheres Refugiadas Norte-Coreanas

Associação dos Desertores Norte-Coreanos

Associação Hana de Mulheres