Aumenta o número de casais sem filhos na Itália

A análise do Istat confirma os dados do declínio demográfico: em dez anos, um aumento de 10% das famílias sem filhos. Fórum da Família: "Precisamos de mais atenção para aqueles que querem constituir família"

Roma, (Zenit.org) Redacao | 450 visitas

Na Itália há mais casais sem filhos. De acordo com uma pesquisa realizada pelo Istat, em dez anos, o número aumentou em 10%. No censo de 2011 as famílias italianas eram 24.611.766, das quais 7.667.305 formadas por uma única pessoa e 3.304.078 famílias com mais pessoas. Dez anos depois, em 2011, se confirma a tendência crescente de casais sem filhos e famílias monoparentais.

Apesar de casais com filhos (8.766.690) ainda constituir o tipo predominante de núcleo familiar, representa 52,7% do total, o censo de 2011 revela a presença de 5.230.296 casais sem filhos (31,4% do total), com aumento de 474 869 (10%) em relação ao ano de 2001 (4.755.427).

Em nível local, os casais com filhos têm uma incidência mais elevada do que a média nacional em algumas regiões do sul, onde há também uma ligeira diminuição demográfica. Em Campania casais com filhos são 59,9% do total, na Puglia, 58,9%, 58,5% em Basilicata, na Calábria 58% e na Sicília 57%. Valores abaixo da média nacional são registrados na região de Liguria (42,8%), em Aosta (46,9%) e no Piemonte (47,1%).

Os dados publicados pelo Istat sugere a Francesco Belletti, presidente do Fórum das Associações Familiares, uma reflexão qualitativa. Belletti observa que "90% da população vive na família, compartilha a vida com outra pessoa, e o modelo single, embora muitas vezes tão apoiado pelo marketing, apesar do crescimento, não é interessante para o projeto de vida italiano".

De acordo com o presidente do Fórum, "é necessário uma grande atenção a favor dos projetos para a família por parte de toda sociedade, para apoiar a jornada difícil, mas emocionante de "constituir família" em uma sociedade que parece prescindir os genuínos laços familiares ou combate-los ferozmente". 

(Trad.:MEM)