Bangladesh: 500 fanáticos islâmicos atacam igreja católica

| 1656 visitas

ROMA, terça-feira, 23 de março de 2010 (ZENIT.org). – Uma multidão de 500 fanáticos muçulmanos atacou a igreja de Cristo Salvador, no povoado de Boldipukur, a cerca de 300 quilômetros de Daca, capital de Bangladesh.

O ataque ocorreu no sábado passado, 20 de março, e deixou vários feridos - cinco deles em estado grave. Segundo fontes locais, a motivação real seria uma disputa pelo terreno pertencente à paróquia.

Padre Leo Desai, pároco da igreja, explicou a AsiaNews que alguns muçulmanos da região tentam há anos tomar posse do terreno. Recentemente, porém, uma decisão judicial estabeleceu de modo de definitivo que “o terreno é de propriedade dos católicos”. O terreno havia sido temporariamente cedido pela diocese a duas instituições de ensino.

“Em 19 de março, uma multidão de muçulmanos se reuniu após as orações de sexta-feira e iniciou uma manifestação de protesto contra os cristãos. No dia seguinte iniciaram-se as violências”, contou padre Leo.

Os cinco feridos em estado grave foram levados ao hospital, mas posteriormente, optou-se por transferi-los para casas particulares, onde pudessem contar com melhor segurança.

Padre Leo denunciou “o silêncio” da polícia, que se limitou a assistir às agressões “sem intervir”.

“Não se trata de um conflito entre cristãos e muçulmanos, mas de uma disputa por seus terrenos”, declarou, enfatizando que “questão religiosa é apenas um pretexto” para acirrar os ânimos.

“Defenderemos os cristãos, caso sejam atacados novamente”, afirmou Mohammed Altaf Hossain, chefe da polícia local, que garantiu estar fazendo “todo o possível” para prender os 17 muçulmanos acusados de planejar e fomentar os ataques, e que até o momento seguem foragidos.

A comunidade cristã de Boldipukur conta com cerca de 3.600 fiéis católicos, cuja maioria pertence a pequenos grupos tribais.