Benim: primeira edição de "Um Dia com Maria"

Dia de oração foi realizado em região de maioria muçulmana no país

| 865 visitas

Pe. Agostino Togbe, F.I.

ROMA, quinta-feira,31 de maio de 2012 (ZENIT.org) - Em 25 de maio, durante as comemorações diocesanas do mês mariano, foi realizada no santuário de Notre Dame de la Paix, em Bembereké, norte do Benim, a primeira edição de "Um Dia com Maria".

É uma jornada de oração, devoção e espiritualidade, centrada na mensagem de Nossa Senhora de Fátima. Grande importância no evento é dada à Eucaristia, celebrada e adorada, e ao sacramento da Reconciliação, abundantemente disponível para os fiéis.

O apostolado projetado por Claudio Lo Sterzo, italiano que vive em Londres, tornou-se um marco pastoral nas paróquias londrinas, que, em turnos, dedicam o sábado a este evento.

Graças aos Franciscanos da Imaculada que a organizam, a iniciativa está se espalhando pelo mundo todo, com destaque para a Itália, Cingapura e Estados Unidos.

No Benin, é significativa a forte presença de muçulmanos na região norte do país, onde ocorreu o evento. Importantes nomes civis e religiosos do islã aplaudiram a iniciativa e manifestaram profundo respeito pela Mãe de Jesus, enviando uma delegação oficial, que acabou duplicada pela presença espontânea de mulheres muçulmanas que queriam homenager "Mariam".

É também significativo que a procissão mariana do início da jornada tenha começado em frente ao orfanato dedicado a São Maximiliano Kolbe, a ser inaugurado em agosto próximo. Dali partira, poucos dias antes, a iniciativa conjunta das Famílias Religiosas Franciscanas do Benim, com ajuda da Unicef e do governo, para acabar com o infanticídio ritual.

Muitos bebês no país são considerados "sinais de maldição" e acabam brutalmente assassinados, caso o parto ocorra com dificuldade, a mãe morra, o bebê nasça prematuro ou, mesmo vários meses depois do nascimento, os dentes do bebê despontem de alguma forma que seja considerada como um mau presságio pela superstição popular.

Dom Martin Adjou, bispo de N'Dali, onde fica o território de Bembereké, tem grandes esperanças na purificação dos legados ancestrais desumanizantes, através da contribuição do cristianismo e do trabalho prático dos missionários franciscanos, que, entre suas diversas atividades, também dirigem a rádio católica nacional.

A figura de Maria está demonstrando na África uma notável capacidade de unir cristãos e muçulmanos em um diálogo construtivo e no compromisso civilizado em prol da infância.