Bento XVI agradece difusão mundial de «L’Osservatore Romano»

| 964 visitas

Por Marta Lago

CIDADE DO VATICANO, quarta-feira, 28 de novembro de 2007 (ZENIT.org).- O Papa fez público seu agradecimento pela promoção dos ensinamentos pontifícios em todo o mundo graças ao «L’Osservatore Romano».

Ao finalizar a audiência geral desta quarta-feira na Sala Paulo VI, no Vaticano, o Santo Padre dirigiu sua saudação expressamente aos responsáveis pela difusão mundial do jornal, acompanhados do diretor responsável – o professor Giovanni Maria Vian – e do diretor geral, Elio Torrigiani.

«Queridos amigos: eu vos agradeço vosso empenho na promoção dos ensinamentos do Papa em todo o mundo e vos acompanho com uma particular recordação na minha oração, a fim de que o Senhor vos encha de abundantes dons espirituais», manifestou Bento XVI.

Em sua edição diária em italiano – datada de 29 de novembro –, em circulação vespertina, «L’Osservatore Romano» destaca este momento, publicando a fotografia da afetuosa saudação do Papa; junto aos diretores esteve também presente o redator-chefe gráfico, Piero Di Domenicantonio, e outros dez profissionais, entre assessores da imprensa e colaboradores.

O encontro reuniu os participantes do segundo curso de prática dos assessores de imprensa, promovido pela direção geral e pela sala de desenvolvimento do jornal do Papa.

A comunidade de prática dos assessores de imprensa reúne os representantes das casas editoras aos que «L’Osservatore Romano» confiou a impressão e distribuição do jornal em seus países.

O objetivo é favorecer a difusão do jornal – lê-se em suas páginas –, otimizar seus tempos de entrega, reduzir os custos de impressão e incentivar o conhecimento deste meio.

Particularmente, as nações que englobam esta iniciativa são: Argentina, Brasil, Índia, México, Peru e Estados Unidos, onde se difundem as edições em língua espanhola, portuguesa e inglesa.

Este ano – confirma o diário – se pôs em andamento também um meio de rede para comunicar e valorizar as diferentes experiências entre as comunidades de editores e promover a difusão de «L’Osservatore Romano».

De fato, a expansão da imprensa católica e em particular de «L’Osservatore Romano» centrou algumas intervenções de caráter informativo da reunião que o Papa teve com cardeais de todo o mundo na sexta-feira passada, na véspera do consistório de criação de 23 novos purpurados.