Bento XVI agradece documento sobre crianças mortas sem batismo

Nele se confirma a esperança de sua salvação

| 735 visitas

CIDADE DO VATICANO, sexta-feira, 5 de outubro de 2007 (ZENIT.org).- Bento XVI agradeceu aos teólogos e teólogas que redigiram um documento no qual se afirma a esperança de salvação para as crianças falecidas sem ter recebido o batismo. «A esperança da salvação para as crianças que morrem sem Batismo» foi publicado pela Comissão Teológica Internacional com grande impacto na opinião pública.



Ao receber nesta sexta-feira os membros desta Comissão reunidos em assembléia plenária, o Papa mencionou os pontos fundamentais nos quais o documento se baseia: «a vontade salvífica universal de Deus», «a universalidade da mediação única de Cristo», «o primado da graça divina» e «a sacramentalidade da Igreja».

«Confio em que este documento – confessou – constitua um ponto de referência útil para os pastores da Igreja e para os teólogos, e também uma ajuda e um manancial de consolo para os fiéis que sofreram em suas famílias a morte inesperada de uma criança antes que recebesse o banho de regeneração.»

«Suas reflexões podem ser também a oportunidade para aprofundar e pesquisar mais tarde sobre este tema», afirmou.

«É necessário, de fato, penetrar cada vez mais na compreensão das diferentes manifestações do amor de Deus a todos os homens, amor que nos foi revelado em Cristo, especialmente aos pequenos e aos mais pobres», concluiu.

A função da Comissão Teológica Internacional é ajudar a Santa Sé e especialmente a Congregação para a Doutrina da Fé e examinar questões doutrinais de maior importância.

O cardeal William Joseph Levada é o presidente da Comissão.

A Comissão está composta por teólogos de diversas escolas e nações, eminentes por ciência e fidelidade ao Magistério da Igreja. Os membros – em número não superior a 30 – são nomeados pelo Santo Padre «ad quinquennium», a partir de uma proposta do Cardeal Prefeito da Congregação e após uma consulta com as Conferências Episcopais.