Bento XVI alenta o trabalho da Ação Católica nas paróquias

Ao receber o presidente desta instituição na Itália

| 616 visitas

CASTEL GANDOLFO, sexta-feira, 26 de agosto de 2005 (ZENIT.org).- Bento XVI alentou a renovação que nos últimos anos a Ação Católica empreendeu e convidou seus membros a oferecer seu serviço de formação particularmente nas dioceses e paróquias.



O Santo Padre pediu informação sobre o desenvolvimento da Ação Católica Italiana ao receber em audiência esta sexta-feira o professor Luigi Alici, que desde 31 de maio é presidente nacional da associação eclesial, e Dom Francesco Lambiasi, bispo emérito de Anagni-Alatri, assistente eclesiástico geral da Ação Católica Italiana.

Em declarações posteriores a «Rádio Vaticano», o professor Alici revelou que «no centro do encontro esteve o caminho de renovação que a associação percorreu nos últimos anos, pelo que o Santo Padre mostrou-se muito interessado, alentando-nos obviamente a seguir adiante».

O presidente revela que o Papa lhe fez convites particulares ou indicações «muito importantes» sobre o futuro da Ação Católica na Igreja na Itália, particularmente «o serviço à Igreja local, às dioceses, e o convite a viver uma experiência de comunhão cada vez mais intensa com todas as realidades eclesiais», seguiu revelando.

Bento XVI, através do Conselho Pontifício para os Leigos, convocou um encontro dos movimentos, comunidades eclesiais, no qual ele mesmo participará, com motivo da vigília de Pentecostes do ano 2006.

Seu desejo é repetir com os movimentos e novas comunidades o que foi o Pentecostes de 1998, quando estas realidades se encontraram pela primeira vez em seu conjunto com João Paulo II, na praça de São Pedro, no Vaticano, segundo confirmaram fontes do Conselho Pontifício para os Leigos a Zenit.

Os representantes da Ação Católica informaram ao Papa no encontro sobre «a difusão da associação no território italiano», onde é a realidade católica laical mais numerosa.

«O Santo Padre está particularmente atento ao serviço à Igreja local, à presença da Ação Católica em quase 7.000 paróquias. Convidou-nos a trabalhar de maneira específica e orgânica no serviço formativo», revelou Alici.

A Ação Católica --Associação de leigos que tem seu ponto de agregação e referência na paróquia-- funde suas raízes em 1867, na Sociedade da Juventude Católica Italiana, aprovada ao ano seguinte por Pio IX. Foi estabelecida com o nome e configuração atual pelo Papa Pio XI (1922-1939).

Mais informações sobre o Foro Internacional da Ação Católica em www.azionecattolica.it/FIAC e sobre a Ação Católica Italiana em www.azionecattolica.it.