Bento XVI denuncia crimes contra patrimônio ambiental

Em particular, os incêndios

| 622 visitas

CIDADE DO VATICANO, quarta-feira, 28 de agosto de 2007 (ZENIT.org).- Bento XVI levantou sua voz nesta quarta-feira para denunciar os atentados contra o patrimônio ambiental, em particular os incêndios, que estão destruindo enormes áreas de muitos países.



Ao mesmo tempo, o Papa, ao final da audiência geral celebrada na Praça de São Pedro, manifestou sua proximidade às vítimas dessas tragédias e de catástrofes naturais.

«Nestes dias, algumas regiões geográficas são devastadas por graves calamidades: refiro-me às inundações em alguns países orientais, assim como aos desastrosos incêndios da Grécia, Itália e em outras nações européias», disse o Santo Padre.

«Diante de emergências tão dramáticas, que causaram numerosas vítimas e ingentes danos materiais, é um dever preocupar-se pelo comportamento irresponsável de quem põe em perigo as pessoas e destrói o patrimônio ambiental, bem precioso de toda a humanidade», denunciou.

«Uno-me a quem justamente condena estes atos criminosos e convido todos a rezarem pelas vítimas de tais tragédias», concluiu.

Nos últimos dias, na Grécia, os incêndios deixaram 63 mortos.

Segundo os últimos números oferecidos pelas Cáritas de países asiáticos, as monções destruíram 1.800 vidas na Índia, mais de 150 em Bangladesh e quase 100 no Nepal. Outros países duramente atingidos foram a Coréia do Norte e o Paquistão.