Bento XVI: melhor resposta aos ataques, fidelidade à Palavra de Deus

Pontífice dirige mensagem aos Cavaleiros de Colombo em que agradece apoio

| 1366 visitas

CIDADE DO VATICANO, quinta-feira, 5 de agosto de 2010 (ZENIT.org) – A resposta mais eficaz aos ataques, “muitas vezes injustos e infundados”, contra a Igreja, é “uma grande fidelidade à Palavra de Deus”, afirma Bento XVI.

O pontífice assim se expressou em uma mensagem enviada aos Cavaleiros de Colombo, que celebraram nesta semana (3 a 5 de agosto), em Washington D.C, sua 128ª Convenção Suprema. O texto foi dirigido pelo cardeal Tarcísio Bertone, secretário de Estado, e difundido pela página da Ordem na internet.

Ao saudar os Cavaleiros de Colombo por sua assembleia e pelo “espírito de solidariedade fraterna” que inspirou a fundação da Ordem e “continua a guiar suas múltiplas atividades”, o Papa agradeceu os Cavaleiros pelo “apoio generoso” que lhe têm demonstrado nos últimos meses, “especialmente através de suas orações constantes”.

O Papa “continua profundamente consolado por este testemunho de fidelidade ao Vigário de Cristo em meio à turbulência destes tempos e pede que as orações continuem a ser oferecidas pela unidade da Igreja, a difusão do Evangelho e a conversão dos corações”, afirma o texto assinado pelo cardeal Bertone.

O secretário de Estado vaticano afirma que “o Santo Padre está convencido” de que, “diante dos ataques, muitas vezes injustos e infundados contra a Igreja e seus líderes”, a “resposta mais eficaz é uma grande fidelidade à Palavra de Deus, uma busca mais firme da santidade e um maior compromisso com a caridade na verdade por parte de todos os fiéis”.

“Ele pede que os Cavaleiros perseverem em seu testemunho de fé e caridade, na confiança serena em que, como a Igreja vive este período de purificação, sua luz virá para brilhar ainda mais reluzente perante os homens e mulheres de mente justa e boa vontade.”

“Num tempo em que as normas morais fundamentais, baseadas na verdade e inscritas no coração humano, são cada vez mais questionadas e, muitas vezes, derrubadas pela legislação positiva” – destaca o cardeal Bertone –, o Santo Padre “está agradecido pelos esforços dos Cavaleiros, em colaboração com outros homens e mulheres de boa vontade, em defender a razoabilidade da doutrina moral da Igreja e sua importância para uma boa, justa e duradoura ordem social”.

O Papa faz ainda um agradecimento especial à Ordem e a todos lutam pelo reconhecimento da “santidade da vida humana e da autêntica natureza do casamento”. Reconheceu também “os esforços para promover nos leigos católicos uma maior consciência da necessidade de superar toda separação entre a fé que professam e as decisões diárias que moldam suas vidas como indivíduos e na vida da sociedade como um todo”.